Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Boa Vista: Taxistas e guias turísticos recebem certificado no Plano de Renascimento do Turismo

Sal Rei, 26 Mar (Inforpress) – Um grupo de sessenta e sete taxistas e catorze guias turísticos da ilha da Boa Vista receberam hoje os seus certificado de capacitação de selo “Bio Safe” no quadro do plano de renascimento do turismo.

Segundo o director-geral do Turismo e Transportes, Francisco Martins trata-se de uma primeira fase mas o objectivo é formar todos os profissionais do sector do turismo para que se sintam mais reconhecidos e valorizados e tenham oportunidades de melhorar as suas competências.

Francisco Martins frisou que é importante que esta formação seja totalmente virada para dar uma alternativa ao rendimento que os profissionais perderam e tenham adicionado para a formação.

Segundo o director esta aposta na capacitação dos profissionais do turismo reflecte o objectivo do Governo que é suportar esta fase difícil que os profissionais estão a passar, e aproveitar esta paragem para dar mais competências e aumentar a qualidade do serviço que vão prestar num futuro próximo.

“É um programa virado para a valorização dos profissionais do turismo de Cabo Verde”, conferiu o director-geral do Turismo e Transportes, Francisco Martins.

“A retoma do turismo já esta activa desde Outubro quando se abriram as fronteiras e continuam abertas”, afirmou o director referindo-se ao caso da Boa Vista que, esta semana, recebeu um voo internacional, um ano depois.

O director-geral do Turismo e Transportes, Francisco Martins assegurou que o Governo esta a fazer tudo o que é possível, nomeadamente, na segurança sanitária, em que foi lançado com o Plano do Renascimento do Turismo e certificado sanitário aos estabelecimentos comerciais do turismo, portos, aeroportos, agências de viagens, rent-a-car e também guias e taxistas.

“Não depende de Cabo Verde a vinda dos turistas e, como sabe, a Europa esta a passar por uma terceira vaga e a maior parte dos países não estão a permitir a deslocação para fora do espaço Schengen”, rematou Francisco Martins, perspectivando que Cabo Verde tem de aguardar pela retoma na qual se espera Cabo Verde esteja preparado o mais breve possível.

VD/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos