Boa Vista: População classifica de “péssima” a cobertura da internet na ilha

Sal Rei, 17 Mai (Inforpress) – As pessoas na Boa Vista classificam de “péssima” a cobertura da internet, entretanto “vêem com bons olhos” a possibilidade de através da rede saber o que acontece no país, no exterior e se poder divulgar os acontecimentos da ilha.

No Dia Internacional da Internet, que se assinala hoje, completa uma semana que a cobertura de Internet na ilha da Boa Vista tem sido “lenta e com muitas baixas”, por parte das redes de ambas as operadoras de telecomunicação do país.

Segundo informações recolhidas pela Inforpress, na localidade de Rabil, tem duas antenas e Estância de Baixo, não tem nenhuma. Nestas duas localidades a cobertura já é habitualmente “fraca”, por estes dias tem sido ainda “mais difícil” aceder à rede.

Ficou-se ainda a saber que mais a norte da ilha, onde há duas antenas de telecomunicação instaladas em Fundo das Figueiras, e não tem nenhum espaço público para usar a internet, a cobertura da rede é ainda “mais demorada”, principalmente dentro de casa.

As pessoas abordadas pela Inforpress sobre este assunto dizem que normalmente a rede de internet na ilha é “lenta”, e devido a esta indisponibilidade por estes dias classificam-na como “péssima”.

Uma responsável de uma das operadoras de telecomunicações da ilha, limitou-se “a confirmar este congestionamento de cobertura”. A mesma fonte informou à inforpress que “a indisponibilidade é a nível nacional”, e garantiu que “técnicos estão a verificar este problema para tentar encontrar uma solução”.

Entretanto, sendo a ilha periférica, e um pouco isolada devido aos limites de meios de transportes, vêem com “bons olhos” o facto de a internet dar-lhes a possibilidade de saber o que acontece no país, no exterior e principalmente de se poder divulgar alguns acontecimentos da ilha.

Além dos poucos ciberespaços disponíveis na cidade de Sal Rei, existe a sala multimédia no Centro de Juventude, inaugurada há quase um ano, e que é o único lugar público na ilha onde se faz o uso de Internet que acarreta algum custo. Há também a rede da praça digital Konecta, fornecida pela Câmara Municipal da Boa Vista.

“Este espaço é frequentado por poucos estudantes que vêm cá mais para fazer pesquisas pedagógicas, e na maioria para trabalhos de grupo. Mas por se situar ao lado de um liceu poderia haver mais jovens aqui”, analisa o responsável da sala, Rui Lima, que acha que a comunidade estudantil prefere usar a internet directamente nos seus telemóveis.

Entretanto disse que “muitos jovens quando não estão em pesquisas de matérias de ensino, navegam na rede para conversas de chat, ou até mesmo coisas fúteis e banais”.

O responsável assegura que actualmente as pessoas de outras faixas etárias que não têm hábito de usar internet no telemóvel vão ao espaço muito esporadicamente para aceder aos seus emails ou fazer algum trabalho específico, principalmente quando não o conseguem fazer nos seus postos de trabalho.

A directora da escola secundária da ilha da Boa Vista, Eloisa Melo partilha a mesma opinião de que a maioria dos alunos tem acesso à internet nos seus telemóveis, mas “não aproveitam a internet para fazer pesquisas a nível do ensino”.

“A maioria dos alunos usa os seus dispositivos para jogos e para conversas no chat com os colegas”, referiu a directora que informou que a escola tem sala com computadores, mas que  ainda não está “bem apetrechada”, servindo somente para aulas, acrescentando que ainda não foram criadas condições para jovens, professores e outros funcionários utilizarem a internet.

Quanto à internet na Boa Vista, a directora acha que é “deficitária, há problemas de rede com muitos lugares de sombra principalmente dentro de casa”.

Sobre a ligação da Boa Vista ao mundo e a divulgação dos acontecimentos da ilha, a dirigente do ensino secundário disse “não ter dúvidas que se tem conhecimento sobre o que se passa no exterior, mas acha que “não se divulga muitas informações sobre a ilha”.

“Existem páginas mais para críticas sobre alguns assuntos da ilha. Há falta de páginas que estimulam os leitores, com informações importantes sobre Boa Vista”, concluiu.

VD/ZS

Inforpress/Fim


 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos