Boa Vista: Polícia Nacional destrói cerca de 700 litros de aguardente

Sal Rei, 03 Jul (Inforpress) – A Polícia Nacional (PN) destruiu hoje, na Boa Vista, cerca de 700 litros de aguardente, apreendidos, sobretudo no porto de Sal Rei, na sequência de operações levadas a cabo em conjunto com a IGAE e a Polícia Judiciária.

A informação foi avançada pelo comandante do Corpo de Intervenção, Hermelindo Fernandes, à comunicação social, no momento em que se procedia a destruição do produto, distribuído por seis barris de cinco litros, 11 garrafões de 25 litros, e 15 garrafas de cinco litros, na Zona Lisboa (mais conhecida como atrás de Cemitério).

Conforme a mesma fonte, o álcool apreendido e destruído veio transportado em recipiente impróprio, sem nenhum documento de comprovação de segurança sanitária, e que ainda, de acordo com o despacho oficial da Inspecção-Geral das Actividades Económicas (IGAE), “a qualidade do mesmo não era mais adequada para o consumo”.

“Hoje é apenas mais uma distribuição de álcool que já demos vasão, correspondendo a duas apreensões, uma de Agosto de 2019, e outra feita de Janeiro de 2020”, afirmou Hermelindo Fernandes informando que a o comando da Polícia Nacional na Boa Vista já destruiu aproximadamente 12 toneladas de álcool desde 2009.

Sem avançar valores, Hermelindo Fernandes disse que os infractores vão pagar coimas, e foram devidamente informados, estando presentes e interferiram directamente em todo o processo, e que, inclusive, foram notificados a presenciar a destruição, mas preferiram estar ausentes.

O comandante de operações aproveitou para apelar às pessoas, sobretudo comerciantes, a procederem as sequências normais e legais, antes de pensarem em trazer este tipo de produtos, pedir solicitação junto da IGAE, antes de fazer qualquer tipo de translação de produtos para a ilha.

Isto é, explicou que para que os proprietários não tenham consequências quando cheguem na ilha de Boa Vista, com este tipo de mercadorias, garantindo ainda que o comando, enquanto polícia fiscalizadora, não baixará a guarda, e vai continuar a luta nesta causa.

“A sociedade exige de nós, é um bem que temos que garantir para a segurança pública, então a polícia não pode baixar a guarda. A fiscalização vai continuar”, prometeu Hermelindo Fernandes.

VD/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
[wd_asp elements='search' ratio='100%' id=2]
    • Categorias

  • Galeria de Fotos