Boa Vista: Ministério do Mar ajuda câmara a reabilitar mercado municipal de peixe 

Sal Rei, 11 Mar (Inforpress) – O Ministério do Mar assinou um contrato-programa com a câmara municipal no valor de oito mil contos para requalificar o mercado municipal de peixe, melhorar as condições de trabalho de peixeiras e pescadores e venda do pescado.             

O ministro do Mar, Abraão Vicente, na ocasião, disse que se trata de passo naquilo que é o projecto maior do Governo que é colocar o sector das pescas na centralidade da economia de Cabo Verde.

“O sector da pesca merece um outro olhar e é este olhar que queremos construir”, afirmou, realçando a parceria do Governo com a Câmara Municipal da Boa Vista, que contribuiu com cerca de três mil contos para o projecto.

O governante indicou ser este um exemplo de Governação em Cabo Verde, “com partilhas e contribuições” do poder local e central, e sublinhou que espera voltar à ilha daqui a três meses, que é o prazo de execução da obra, para a sua inauguração.

Entretanto, sobre a identificação de outras necessidades, as quais não estão contempladas no protocolo, Abraão Vicente assumiu o compromisso de trabalhar para melhorar as condições de frio, instalação de condições de produção de gelo e garantir outras condições no sector da pesca na ilha, para que haja dignidade no trabalho dos profissionais da área do mar.

“Sinto-me responsável por canalizar esperança a todas as peixeiras, do Governo e à Câmara Municipal. Por isso vou fazer de tudo para assumir estes compromissos”, prometeu, indicando ainda que vai ajudar a classe profissional da comunidade piscatória da ilha da Boa Vista a ter acesso a uma linha de crédito para o sector.

Por outro lado, o presidente da Câmara Municipal da Boa Vista, Cláudio Mendonça, observou ser “o maior contrato-programa em valor e de impacto na vida das pessoas” que a autarquia local assina.

“Estamos a falar de uma peixaria, de um mercado que encontramos bastante degradante, que por vezes não dava vontade de entrar lá dentro para comprar peixe”, disse, afiançando que a ilha terá um mercado de peixe diferente para melhor satisfação dos pescadores, das peixeiras e dos clientes, com saneamento, condições sanitárias e segurança para compra do peixe.

Mendonça referiu que se trata de “um passo interessante” e “um sinal de mudança” para todos, principalmente, destacou, para continuar a trabalhar para este sector das pescas dado a sua importância para a economia da ilha e do País.

“Hoje [quinta-feira, 10] é um dia das pessoas que são corajosas, que se levantam cedo e vão para o mar com toda coragem e confiança naquilo que fazem e acreditam no dia de manhã”, declarou Mendonça, em homenagem à classe profissional, numa referência, também, à celebração do Dia Municipal do Pescadora, festejado no dia.

Durante a ocasião foram ainda entregues dez malas térmicas de 120 e 50 litros a peixeiras, bem como os prémios de jogos de bisca, uril e natação, realizados entre os pescadores e peixeiras da ilha, no quadro de um conjunto de actividade da autarquia local para comemoração do Mês do Pescador.

VD/AA

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos