Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Boa Vista já tem projecto direccionado para crianças em situações de vulnerabilidade na rua – ICCA

Sal Rei, 20 Jul (Inforpress) – O Instituto Cabo-verdiano da Criança e do Adolescente (ICCA), na Boa Vista, tem um projecto direccionado para trabalhar com crianças que ficam muito tempo na rua, focando no apoio psicológico e em formações para que tenham ocupação no futuro.

A informação foi dada pelo responsável ICCA na Boa Vista, Odailson Fortes, que falava aos jornalistas após a apresentação deste projecto, actividade que se enquadra num programa de visita da presidente do ICCA, Maria de Livramento Silva, e o responsável do Escritório Conjunto do UNDP, UNFPA e a UNICEF em Cabo Verde, Jairson Gomes, a Boa Vista para analisar com as instituições e entidades locais a situação da infância na ilha face a situação da pandemia.

Durante a actividade foi ainda apresentado o projecto “Reforço da Capacidade Interventiva do ICCA/ Crianças de e na rua”, com vista a melhorar as intervenções a nível de preocupações associadas, sobretudo, a crianças em situação na rua e as diversas violações dos direitos das crianças, por forma a dar resposta às demandas da protecção da infância na ilha.

No caso especifico da Boa Vista, tendo em conta na ilha não existe crianças em situações de rua, mas de crianças que permanecem na rua durante muito tempo, Odailson Fortes explicou que o projecto irá focar em trabalhar apoios a nível psicológico da crianças e adolescentes nestas situações de vulnerabilidade.

“Sabemos que estas crianças que estão na rua acabam por ficar em alguma vulnerabilidade social, então vamos focar na ocupação das crianças praticamente resgatando-as de rua, trabalhar a família e proporciona-las condição de uma vida melhor”, afirmou o responsável, ajuntando que o projecto tem ainda a vertente formativa para que as crianças venham a ter ocupação na adolescência.

Odailson Fortes informou que o primeiro passo do projecto que é o mapeamento das crianças em situações de vulnerabilidade a nível de todas as localidades na ilha da Boa Vista, e que a fase seguinte será trabalhar a autoestima, direitos e deveres das crianças, assim como a reinserção de crianças no seio familiar, nos casos mais graves.

“Depois faremos acompanhamento dos adolescentes que estarão a passar para a maior idade, auxiliar na integração para o mercado de trabalho e continuar a acompanhar as crianças e adolescentes também ao longo do projecto”, concretizou, almejando a colaboração dos parceiros presentes no evento.

Odailson Fortes acredita que o projecto poderá vir a ter algum constrangimento, mas assegurou que o ICAA local vai sempre soluções até conseguir implementar este projecto, que considera importante para a camada infanto-juvenil da ilha que se encontram em situação de vulnerabilidade.

VD/CP

Inforpress/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos