Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Boa Vista: Instituída a Associação de Mulheres Emigrantes e Reformadas com foco na reintegração da comunidade emigrada

Cidade da Praia, 06 Ago. (Inforpress) – A Associação de Mulheres Emigrantes e Reformadas da Boa Vista (AMERBV), instituída em assembleia-geral ordinária de sábado em Bofareira, está focalizada no zelo do interesse dos emigrantes no país e na diáspora, visando a melhor reintegração na terra natal.

Com a direcção presidida por Hermínia Alves Andrade, ex-emigrante em Itália e Bélgica, e activista da comunidade emigrada, a AMERBV terá a sua sede na cidade de Sal-Rei, e tem ainda a finalidade de facilitar a comunidade emigrada no conhecimento da lei e de acordos com países de acolhimento.

O presidente da assembleia-geral, avançou à Inforpress que a AMERBV foi criada propositadamente junto das mulheres emigrantes, enquanto “camada populacional mais activa junto da emigração”, tendo em consideração que muitas estão a regressar ao país já reformadas e com capacidade de investirem.

Considerou que em Cabo Verde, tanto o governo local como municipal “têm falado muito sobre a emigração, mas que tem resumido praticamente sobre questões alfandegárias e contas bancárias”, alegando que “não tem sido fácil convencer os governantes a terem emigrantes nas estruturas do Estado”.

Marcelino Silva Santos, que é emigrante há 43 anos, na Argentina onde assume a presidência da Associação Amigos das Ilhas de Cabo Verde, considerou que apenas “elogiar o bem que a diáspora tem feito para o país” sabe a pouco, afirmando mesmo que “os emigrantes não se sentem bem representados”.

Neste capítulo, explicou que a “Semana de Emigrantes” criada em 1996 não passou de duas edições, consecutivas, e que “pontualmente realizam-se eventos na diáspora” como a “Gala de Sucesso”, mas que “o grosso da emigração, chamada emigrante comum, reivindica mais oportunidades na terra natal”.

A Bofareira, de acordo com a fonte, foi escolhida para a realização dessa assembleia constitutiva como forma de potencializar a festa de Nossa Senhora da Paz, que se comemora tradicionalmente a 03 de Agosto nesta localidade referenciada como sendo de “mulheres fortes, com muita energia”.

A assembleia electiva da AMERBV, segundo Marcelino Fortes, contou com a participação de aproximadamente 50 emigrantes de diversos países, na sua larga maioria mulheres, nesse acto que culminou com a aprovação da proposta do estatuto que prevê a criação de delegações em todos os concelhos País e na diáspora.

“Direitos humanos dos emigrantes cabo-verdianos na diáspora e seus direitos, enquanto cidadãos na terra mãe afiguram-se como outras das preocupações da AMERBV”, disse Marcelino Santos, que é também produtor do programa radiofónico “Momento Mantenha” e da “Rádio Rabil Internacional”.

Considerada a primeira associação de emigrantes existente em Cabo Verde, a Associação de Mulheres Emigrantes e Reformadas da Boa Vista tem como madrinha a primeira dama, Lígia Fonseca, e vai ser oficialmente apresentada à edilidade boavistense, José Luís Santos, ainda esta semana, nos Paços do Concelho na cidade de Sal-Rei.

SR/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos