Boa Vista: Fundação Tartaruga inicia na próxima semana segunda edição de aulas de natação gratuitas

Sal Rei, 26 Abr (Inforpress) – A Fundação Tartaruga vai iniciar no dia 02 de Maio até o mês de Outubro a segunda edição do projecto de natação gratuita para 100 crianças dos 5 aos 15 anos para continuar o ensino da natação na Boa Vista.

À Inforpress, a coordenadora do projecto, Ginevra Rossi, justificou a decisão de procurar financiamento e dar continuidade ao programa, sobretudo pelos resultados positivos das crianças que participaram na primeira edição, e no interesse da população em aprender a nadar.

“Este projecto é um meio que as pessoas poderão realmente entrar em contacto com o mar”, afirmou, com base no argumento de um inquérito realizado em 2019, que revelou que 80% da população da Boa Vista não tinha um bom relacionamento ou frequentava pouco as praias.

Para Ginevra Rossi estes factos são normais tendo em conta que já se perderam muitas vidas no mar da ilha, o que faz criar medo e limite às pessoas em aderir à pratica da natação ou a quaisquer outros tipos de contato com o mar.

Por isso, defende a coordenadora do projecto, a única forma de superar este medo é estar no elemento mar, e assim se poderá ter mais segurança, mais conexão com a biodiversidade.

Assim sendo, durante seis meses, do mês de Maio até Outubro, 100 crianças de todas as zonas da Boa Vista estarão sob a responsabilidade de 10 monitores, que vão ensiná-las as técnicas e a confiança que têm que ter com o mar para desenvolver sozinhas a prática da natação.

Este projecto engloba também uma parte de educação ambiental, uma vez que, conforme a coordenadora, quando se conhece melhor o meio se tem menos medo e mais formas de se conectar com o elemento, no caso o mar.

Este ano, avançou Ginevra Rossi, o ‘snorkeling’ é o ponto da agenda para a sensibilização ambiental, com um programa para levar os participantes a conhecer e explorar a natureza, dada a maravilha e a quantidade de espécies no ecossistema a ser explorada na ilha.

“Desta vez a programação será melhor organizada porque estamos a colaborar com a Associação de Natação da Boa Vista, com o presidente Hercílio Almeida, que tem uma visão mais ampla deste assunto”, referiu, numa alusão às expectativas do projecto para este ano.

E quanto às expectativas futuras deste projecto, segundo avançou a coordenadora, a ideia é trabalhar para conseguir criar condições para a sustentabilidade, organizar este ensino durante o ano, não somente no Verão, época em que há melhores condições meteorológicas para se lecionar aulas de natação, de modo a também se criar mudança de mentalidade sobre o mar, a começar com as crianças.

A coordenadora do projecto de natação da Fundação Tartaruga informou que as vagas são limitadas e as inscrições poderão ser feitas no Centro de Arte e Cultura (CAC), e no Wind Club.

VD/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos