Boa Vista: Fidel Cardoso aponta o desemprego perda de rendimentos e saída da ilha como principais problemas

Sal Rei, 19 Set (Inforpress) – O presidente da JPAI, Fidel Cardoso, considerou hoje que o desemprego, a perda acentuada de rendimento no seio das famílias são os principais problemas que as atormentam e que têm vindo a aumentar na ilha da Boa Vista.

Fidel Cardoso fez estas considerações em conferência de imprensa no âmbito da visita que vem efectuando desde sexta-feira, com destaque para o encontro com os jovens para debater os problemas que estes enfrentam na ilha.

Conforme o líder da Juventude do PAICV (oposição), houve uma perda de recursos de forma acentuada que afectou os jovens com a questão do desemprego, mas também devido ao lay-of das empresas, tendo em conta a perda de rendimentos e o retrocesso no turismo, situação complexa, segundo contacto feito com alguns operadores.

“Esta redução de rendimentos tem afectado os jovens das seguintes formas: primeiro temos um claro abandono dos jovens daqui da ilha”, afirmou Fidel Cardoso que, por outro lado, destacou esta saída da Boa Vista como a principal causa da desestruturação de várias famílias.

Sobre esta situação, Fidel Cardoso diz ainda que acaba por influenciar naquilo que é a qualidade de vida das famílias, pelo que requer intervenção urgente neste problema social.

O líder da JPAI considera, entretanto, que na questão do desemprego a actual câmara municipal não conseguiu cumprir com as suas promessas, nomeadamente, a geração de mais postos de trabalho, o que afecta directamente aos jovens principalmente os que estão a estudar nas ilhas de São Vicente e de Santiago.

“Constatamos que não há nenhum programa social para apoiar estes jovens que vão regressar às universidades no mês de Outubro, e há muitos jovens que nos disseram claramente que não vão conseguir regressar porque os pais perderam o rendimento”, disse Fidel que voltou a frisar a falta de plano e políticas da câmara e do Governo para apoiar os jovens, diversificar a economia, gerar emprego sendo que a economia centra-se maioritariamente no turismo.

Fidel Cardoso aproveitou para apelar a juventude da ilha da Boa Vista para participar nas próximas eleições autárquicas.

“Cerca de 60% da população da ilha da Boa Vista é jovem, e isto significa que tem uma palavra a dizer nestas eleições, e tem seguramente nestas mãos uma grande parte de responsabilidade para decidir quem deverá governar nas próximas eleições e não podemos esquecer que a Boa Vista merece mais emprego, mais oportunidade de formação profissional e o ensino superior”, reiterou.

Mas Fidel Cardoso apontou ainda como sugestões para esta paragem do turismo, a capacitação dos jovens, fomentação do empreendedorismo como noutras fontes de rendimento como na criação de gado e na agricultura, até a retoma do turismo.

VD/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos