Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Boa Vista está “muito mal servida” no domínio da saúde, autarca José Luís Santos

 

Sal-Rei, 04 Jul (Inforpress) – O autarca da Boa Vista desafiou hoje o Governo a dotar a ilha de um hospital de raiz, por considerar que está “muito mal servida” no domínio da saúde e que “precisa urgentemente de um tratamento de choque”.

Durante a sessão solene municipal que marca o Dia do Município da Boa Vista, José Luís Santos fez entender ao ministro da Saúde, Arlindo do Rosário, presente no acto, que a ilha clama pelo surgimento de um novo hospital que promova o seu desenvolvimento e sirva a sua população.

Ao fazer a radiografia destes nove meses do mandato da sua equipa autárquica, completados hoje, indicou ainda a problemática da habitação como um dos “maiores desafios” que o concelho enfrenta, alegando que o défice, neste momento, situa-se à volta de 2000 fogos.

Neste capítulo disse ter manifestado a sua preocupação, de forma clara ao Governo, que não basta apenas provar projectos de construção de unidades hoteleiras na ilha, quando o concelho necessita de mais habitação, água, energia, educação, saúde e segurança de entre outros meios indispensáveis para a sua viabilização.

O autarca boavistense descreveu a educação como o parente pobre deste concelho, tendo culpabilizado os sucessivos governos pelo “falhanço apoucado da ilha revelando falta de visão do futuro” e foi mais crítico ao realçar que Boa Vista tem “seguramente a pior escola secundária do País”.

Nesta perspectiva, propõe ao executivo construção de uma nova escola secundária e que as instalações já existentes sejam destinadas ao polo do Ensino Básico Integrado (EBI) de Sal-Rei.

No rol destas preocupações, Dos Santos alerta, igualmente, para a necessidade de a ilha passar a merecer uma “atenção especial” no campo da segurança, ressalvando que o rácio agente número por habitantes não o convence, dado o ponto de vista da importância estratégica, que representa para o Governo e para o desenvolvimento do País no contexto nacional.

Para colmatar para destas preocupações, revelou que a sua autarquia está na fase final de uma montagem financeira junto à banca, mediante o aval do Governo, para contrair um empréstimo superior a 200 mil contos, visando requalificar e ordenar a ilha com obras estruturantes para o seu crescimento e desenvolvimento.

Avançou que esta verba vem por antecipação dos fundos do Ambiente, Autónomo de Manutenção Rodoviária e de Sustentabilidade Social para o Turismo, prometendo mesmo trabalhar, de forma afincada, com o desafio de 2única e exclusivamente” mudar o rumo da governação da ilha e do município que diz entregar-se de corpo e alma.

Quanto às conquistas da sua gestão, destaca o saneamento da cidade, a demolição dos bairros clandestinos e reorganização das vendas de peixes e verduras para lugares condignos, de entre outras apostas.

Esta sessão solene contou ainda com a presença do Cardeal Dom Arlindo Furtado que mereceu saudações nesta sua primeira visita oficial ao município com esta distinção, figura que o autarca diz poder contar coma sua bênção na condução dos destinos dos órgãos autárquicos no decurso do seu mandato.

SR/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos