Boa Vista: Cardeal Dom Arlindo Furtado afirma que traz a mensagem da fé de partilha aos fiéis

 

Sal-Rei, Boa Vista, 03 Jul (Inforpress) – O cardeal Dom Arlindo Furtado já se encontra na Boa Vista para a sua primeira visita oficial desde a sua graduação pelo Papa Francisco, onde presidirá esta quarta-feira à cerimónia solene em honra a padroeira Santa Isabel.

O cardeal foi recebido esta manhã no Aeroporto Internacional Aristides Maria Pereira em clima de festa, ao qual se seguiu um cortejo de automóvel apinhado de fiéis até a cidade de Sal-Rei, onde de imediato foi recebido em cerimónia de boas-vindas na Igreja Matriz.

Em declarações à Inforpress, Dom Arlindo Furtado avançou que veio a Boa Vista para trazer a mensagem virada, sobretudo, para o ser humano, “feito à imagem e semelhança de Deus e para Deus, para viver comunhão com Deus e com irmãos e irmãs”.

“Nós precisamos da fé e da força de Deus para podermos superar tantas ocasiões e motivos aparentes de divisões e de egoísmos para nos podermos olhar mais uns aos outros nos olhos, criando uma relação de amizade, de cumplicidade, de entreajuda e de solidariedade, porque é só isto que nos leva a construir uma sociedade mais humana”, disse.

Avançou que o mundo vive numa época de grande competição, mas chama atenção para a necessidade de se evitar a destruição de uma relacção sólida e de gratuidade, enquanto ingrediente que façam parte da dignidade humana e social, para que as pessoas possam ser irmãos, cidadãos e felizes.

Numa antevisão à sua homilia em honra a padroeira, adiantou que Santa Isabel, considerada socialmente rainha, naturalmente com grande responsabilidade social enquanto pessoa, soube estar em Cristo tão próxima das pessoas que precisam dos pobres e dos doentes, tão atentas às necessidades dos próximos.

Considera que a Santa Isabel é imagem clara em como o poder não deve subir à cabeça a ponto da gente perder os pés do chão, isto para dizer que o ser humano pode ser grande, com grandes meios e grandes capacidades, mas que tudo isto deve estar ao serviço do bem.

Autoridades religiosas da ilha, sociedade civil, autarca José Luís Santos, deputado nacional Walter Évora, e população em geral com grande particularidade pelas crianças de jardins marcaram presença nesta cerimónia que Dom Arlindo descreve como uma ilha com a qual teve uma relação muito particular desde que foi nomeado bispo de Cabo Verde.

Segundo disse, nessa altura teve uma “luta tremenda” para colocar um sacerdote permanente na ilha da Boa Vista e que teve mesmo de ficar praticamente dois anos nesta ilha como pároco das duas paróquias desta ilha, ao mesmo tempo que dividia a sua vida entre a ilha e o resto da diocese.

Considera que as pessoas souberam apreciar o gesto e que houve uma relação de muita fé e de muita estima e de muita proximidade.

Por seu turno, o autarca José Luís Santos disse à Inforpress sentir-se abençoado por entender que “não é todos os dias que se tem a oportunidade de receber o cardeal” e  descreve o chefe da igreja católica em Cabo Verde, como sendo um pastor que desde há muitos anos tem vindo a trabalhar para a evangelização no seu município,

SR/FP

Inforpress/Fim

 

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos