Boa Vista: Câmara Municipal socializa Plano de Emergência para a Época das Chuvas 2020

Sal Rei, 27 Jun (Inforpress) – A Câmara Municipal da Boa Vista apresentou hoje o seu Plano de Emergência para a Época das Chuvas 2020 e recolheu subsídios das várias instituições locais que integram o Centro Municipal de Operações de Emergência de Protecção Civil.

Conforme o vereador da protecção civil, Jorge Tomar o plano foi elaborado para orientar acções de prevenção, preparação e resposta em caso de cenário de risco, tendo em conta informações fornecidas pela protecção civil nacional e do Instituto Nacional de Meteorologia e Geofísica que eventualmente este ano se poderá vir a ter muita chuva acompanhado de tempestade, situações que obrigam a câmara a estar preparada para agir rapidamente na prevenção.

“Este plano já existe e de acordo com orientações da protecção civil nacional e do Instituto Nacional de Meteorologia e Geofísica (INMG). São orientações que nos deram e acções que foram introduzidas nas recomendações e outras instruções do INMG”, afirmou o vereador.

Jorge Tomar explicou ainda que este plano de intervenção assume compromissos de acordo com atribuições que cada instituição tem, e visa prevenir danos de saúde na população da Boa Vista e em caso de haver alguma inundação, deslizamento de terra e outro cenário que eventualmente poderá acontecer no decorrer do ano, caso houver chuvas.

Já o presidente da Câmara Municipal da Boa Vista, José Luís Santos avançou que a autarquia está a trabalhar para que em caso de ocorrência de precipitações ter toda a logística, e meios para agir e estar preparado no sentido de evitar males maiores.

E alguns dos trabalhos, conforme conferiu o edil, versam a vedação de prédios degradados, que a qualquer momento podem derrocar colocando em risco vidas humanas e bens de pessoas, preparação de um plano para criar acessos a habitações nas zonas no centro da cidade, e de escombros.

Para isso, acrescentou que a câmara vai aproveitar parte do material betuminoso do aeroporto para colocar em cima evitando que as pessoas tenham dificuldades no acesso a habitações ou que as mesmas fiquem inundadas.

“Em relação ao bairro de Boa Esperança centra a nossa maior preocupação, porque grande parte do bairro está requalificado não temos problemas que tínhamos outrora de inundação. Mas ainda há a parte sul do bairro onde esperamos que nas próximas semanas começaremos a realojar as pessoas nas habitações do programa ‘Casa para todos’ e demolição das barracas para ver se este ano não teremos problemas de maior como temos vindo a ter todos os anos”, assegurou o edil.

Ainda, de acordo com a mesma fonte, vai-se inventariar meios e recursos mobilizáveis para, em casos de ocorrência e situações que exigem uma rápida intervenção, se saber quais os meios disponíveis e onde estão para rapidamente socorrer aos mesmos, e a pessoas que eventualmente podem vir a necessitar.

VD/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
[wd_asp elements='search' ratio='100%' id=2]
    • Categorias

  • Galeria de Fotos