Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Boa Vista: Assembleia Municipal aprova regulamento do funcionamento do aterro controlado da lixeira

Sal Rei, 19 Ago (Inforpress) – O regulamento do funcionamento do aterro controlado da lixeira da ilha da Boa Vista foi aprovado hoje por unanimidade, em sessão extraordinária da Assembleia Municipal, com votos do MpD (poder), do PAICV (oposição) e do Movimento Basta.

O eleito municipal do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV), Joel Spencer considerou que o diploma aprovado se trata de uma das reivindicações da população, antes debatido várias vezes em mandatos anteriores, colocando em tónica esta questão.

Para este eleito, o aterro agora controlado e com fiscalização onde não havia lixeira a céu aberto, pessoas ali a colher lixo, com animais e inclusive com pessoas a morar nesta zona, os faz acreditar que trará algum ganho para a Boa Vista.

“Embora como o nosso colega do MpD nos disse só trará sentido se houver uma fiscalização intensa, e, na verdade, se tiver um aterro sanitário com uma real fiscalização (…)”, disse o deputado certificando que apesar do regulamento ser já um bom começo, terá que ser controlado com uma fiscalização rígida.

Já o eleito municipal do Basta, Yannick Santos também assegurou que a sua bancada não poderia deixar de votar neste diploma, sendo que o regulamento vai cessar de certa forma alguns défices que tem tido por parte da lixeira municipal principalmente na fiscalização.

“Isto é um ganho essencialmente para Boa Vista, o que permite a câmara municipal ter mais mecanismos para fazer uma administração mais controlada do próprio aterro na ilha da Boa Vista”, afirmou o deputado que parabenizou a bancada do PAICV pela “postura positiva” durante a discussão e aprovação do diploma.

Já o deputado da bancada do MpD Hernany Santos justificou o voto a favor da sua bancada por considerar um instrumento que, de facto, vai de acordo com as necessidades da ilha, e que a votação na unanimidade demostra que todos querem ver uma ilha desenvolvida, limpa e com muita cautela no tange a questões ambientais e de saúde pública.

Além do debate e aprovação do regulamento do funcionamento do aterro controlado da ilha da Boa Vista, a Assembleia Municipal da Boa Vista apreciou e aprovou o documento dos loteamentos de terreno na zona de Fátima, dos bairros de Chã de Salinas, de Boa Esperança, Rabil, Estância de Baixo e Povoação Velha, com seis votos a favor do Movimento Basta e cinco abstenções das bancadas do MpD e do PAICV.

A proposta de divisão administrativa da ilha da Boa Vista foi também aprovada com nove votos a favor e uma abstenção.

VD/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos