Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Boa Vista: “Movimentação poderá ser menor mas contexto da pandemia vai exigir mais trabalho” – comandante da PN  

Sal Rei, 15 Dez (Inforpress) – O comandante da Esquadra da Boa Vista afirmou que “a movimentação de pessoas e serviços durante a quadra festiva poderá ser menor do que nos anos anterior, mas o novo contexto da pandemia vai exigir mais trabalho”.

Evandro Sousa fez esta afirmação quando falava à imprensa sobre o plano operacional do Natal e Fim-de-Ano, adiantando que os 78 agentes que integram o efectivo local estarão no terreno para concretizar, entre outras, operações de trânsito, rusgas, controle de estabelecimentos, através de um calendário com actividades aleatórias em termos de dias e horários, com um maior enfoque aos fins-de-semana.

“Ainda não temos nenhuma solicitação para autorização ou cobertura de algum evento, de envergadura maior, ou que ultrapasse por exemplo 100 pessoas”, disse o comandante relembrando que “as festas públicas ainda se encontram proibidas, durante esta quadra festiva”.

Tendo em conta a forte tradição do recordai (cantar de boas vindas do ano novo por um grupo a casa das pessoas), costume que se estende com especificidades diferentes pelas outras ilhas, o comandante frisou que “estão proibidas tudo o que sejam actividades que propiciem aglomeração de pessoas”.

A mesma fonte considera que “um cantar de recordai, talvez se for num grupo restrito de pessoas ou uma visita à casa de amigos e familiares, pode não ser considerado uma festa”, reiterando, entretanto, que, “o que é considerado festa está proibido”.

Tendo em conta que este ano houve um aumento do fluxo de saída de pessoas residentes e diminuição do fluxo turístico, encerramento dos hotéis, inexistência de voos internacionais, o comandante considera que por isso “a movimentação de pessoas poderá ser menor do que nos anos anteriores”.

Entretanto, no entender do comandante da Esquadra Policial da Boa Vista, “o trabalho não será, por esta causa, reduzido”.

Tendo em conta o contexto diferente de covid-19 que se vive, com a exigência do cumprimento das medidas sanitárias, entre outras, o distanciamento social, a proibição de actividades promotoras de aglomeração, o comandante perspectiva que “vai exigir mais trabalho do que nos anos anteriores, para dar atenção no que diz respeito a fazer comprimir estas novas normas”.

“O ponto mais alto deste plano será no dia 31 de Dezembro, para dar cobertura às actividades de passagem de ano, caso existam, e acho que serão actividades residuais”, espera o comandante, indicando que o plano operacional de cobertura para o Natal e Fim-de-Ano estará em vigência até 05 de Janeiro, dia que se irá fazer e dar a conhecer o balanço desta operação.

VD/HF

Inforpress

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos