Biblioteca Nacional encerra actividade de divulgação de livros e de estímulo à leitura nas crianças

Cidade da Praia, 15 Jul (Inforpress) – O Instituto da Biblioteca Nacional de Cabo Verde (BNCV) encerrou hoje o programa “Biblioteca de Verão 2022”, uma actividade que teve por objectivo principal divulgar livros e impulsionar a leitura nas crianças durante as férias escolares.

A actividade, que decorreu durante 15 dias, contou com a participação de 40 crianças, dos sete aos 10 anos, na Cidade da Praia, um evento que tem sido habitual para o desenvolvimento de actividades extras durante as férias escolares das crianças e adolescentes.

Durante este período foram desenvolvidas actividades que incluem a leitura infanto-juvenil, jogos com livros, culinária, oficina de teatro, reciclagem, expressão plástica, escrita criativa e visitas aos espaços patrimoniais da capital.

Conforme a coordenadora da Secção Infantil da Biblioteca Nacional, Vera Cardoso, o principal objectivo do evento foi divulgar livros, através da leitura e desenvolver o hábito de leitura nas crianças.

“Temos que trabalhar as crianças para o gosto da leitura, porque além de ocupar os seus tempos livres durante as férias escolares, em que permanecem muito tempo em casa a frente da televisão, faz com que ganhem o gosto da leitura, desenvolvem as suas escritas e as suas imaginações”, precisou a mesma fonte.

O objectivo é ainda, conforme esta responsável, fazer com que as mesmas criem o hábito de leitura mesmo depois de saírem desse programa, de modo a continuarem a frequentar a biblioteca, adiantando que muitas delas já mostraram interesse em voltar depois e passar algum tempo na sala de leitura infantil, que trabalha das 09:00 as 17:00.

Vera Cardoso fez um “balanço positivo” desses 15 dias de actividades informando que estão a trabalhar no sentido de realizar a segunda fase, com crianças a partir dos 12 anos.

Quanto à frequência das bibliotecas afirmou que no período de férias a adesão de pessoas tem sido maior, graças ao serviço de empréstimo de livros que, segundo avançou, este ano aumentou cerca do dobro em relação ao ano passado.

As crianças, por seu lado, mostraram-se satisfeitas em participar do evento “Biblioteca de Verão”, indicando que “aprenderam muito”, em leitura e jogos, fizeram “novas amizades” e adquiriram “novas experiências”.

É o caso de Filipe Rodrigues, que afirmou que aprendeu que não devem machucar os livros para quando outras crianças forem à biblioteca possam também os encontrar e prometeu passar, doravante, a frequentar mais vezes a biblioteca e levar livros para ler em casa.

ET/AA

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos