Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Bélgica: Cabo-verdiana vai ser julgada à distância por crime de tráfico de droga

Cidade da Praia, 14 Fev (Inforpress) – Uma mulher de origem cabo-verdiana, detida em 2018 na Bélgica com uma “grande quantidade” de droga, vai ser julgada no dia 18 de Fevereiro à distância, isto porque cumpre uma outra pena no Luxemburgo.

Segundo informações avançadas ao jornal luxemburguês “Contacto”, pelo advogado da suspeita, Frédéric Veneau, esta ausência é explicada por uma razão de logística.

A fonte explicou que quando uma pessoa está presa num Estado e tem de ser transferida para outro, deve haver duas escoltas e, neste caso, uma do Luxemburgo, que a levaria até à fronteira belga, e outra feita pelas autoridades belgas dentro do seu território.

“As autoridades luxemburguesas não têm direito a atravessar a fronteira. Serei eu a estar fisicamente presente às 10:00 do dia 18 no julgamento”, confirmou o causídico.

O caso remonta a 2016, quando a polícia belga encontrou uma “grande quantidade” de droga com destino ao Luxemburgo.

De acordo com o jornal belga L’Avenir Luxembourg, a polícia encontrou a droga na mala naquela que era então casa da suspeita, de 51 anos, em Athus, durante uma busca.

A droga teria um valor de 500 mil euros.

O Ministério Público não confirmou o valor, mas referiu que “é uma avaliação possível”.

O jornal avançou ainda que a mulher tinha como prática esconder droga na roupa dos filhos para vender depois aos clientes no Grão-Ducado.

O julgamento está marcado para a próxima segunda-feira, 18.

A acusada, cuja identidade é preservada, poderá ser condenada a uma pena de até cinco anos de prisão e a pagar uma multa de 16.790 euros.

GSF/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos