Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Basquetebol: Fidel Mendonça representa Galomar da Madeira na Pro-liga Portuguesa

Cidade da Praia, 23 Abr. (Inforpress) – O basquetebolista internacional cabo-verdiano Fidel Mendonça, capitão da selecção nacional, parte este domingo para Madeira (Portugal), onde vai integrar a equipa da Associação Desportiva de Galomar, no campeonato pró-liga portuguesa da modalidade.

À Inforpress, Fidel Mendonça, um dos habituais titulares da selecção de Cabo Verde e que nos últimos anos evoluiu no Prédio, equipa com a qual sagrou-se campeã de Cabo Verde, disse ser esta a alternativa encontrada em face à “longa incógnita” quanto à retoma do campeonato regional em Santiago Sul.

Mendonça explicou que fechou o acordo para este regresso a Portugal esta quarta-feira e que vai aproveitar esta oportunidade na Madeira, com “entusiasmo” para ajudar o clube a atingir os seus intentos, já que a pró-liga de Portugal (segunda divisão) suspensa por causa da pandemia da covid-19, vai ser retomada a 01 de Maio.

“O bom é que a equipa do Galomar ainda só realizou dois jogos no campeonato, pelo que tem muito jogo em atraso por realizar. Isto é bom, porque preciso competir e ganhar ritmo e temos pela frente muitos jogos em pouco dias”, referiu Mendonça, acrescentando que, já em tempo, venceu este campeonato quando representava o Algés e da qual conta já com um somatório de três presenças nesta prova.

Fidel Mendonça espera ainda que, para além de ajudar o seu novo clube, esta possa ser mais uma oportunidade para, simultaneamente, continuar a ser mais uma opção para a selecção cabo-verdiana nos próximos embates, pois considera estar “apto”, sobretudo em termos físicos, de forma a ganhar ritmo competitivo à sua imagem.

A poucas horas de viajar para Madeira, via Lisboa, Fidel Mendonça garantiu à Inforpress que, não obstante a longa paragem em que se encontra a modalidade em Santiago Sul, tem estado a intensificar o seu treino físico e competitivo, alegando que a Federação Cabo-verdiana de basquetebol criou todas as condições para que os jogadores da selecção continuassem a treinar.

“Sinto-me muito bem preparado fisicamente. Agora é trabalhar para ganhar ritmos de jogos que se consegue só jogo-após-jogo. Tenho estado a fazer treinos bi-diários, há já algum tempo porque já tinha manifestado interesse em jogar em Portugal com esta indecisão no campeonato de Santiago Sul”, revelou.

Em jeito crítico, endereçou uma “palavra de reflexão” aos agentes desportivos de Santiago Sul, por considerar que o basquetebol terá de ser repensado, razão pela qual propõe a realização de “uma conversa aberta entre todos os dirigentes e amantes da modalidade, no sentido de salvar o basquetebol na maior região desportiva de Cabo Verde”.

Isto porque, não se conforma que nas outras regiões desportivas já se notam perspectivas para o arranque das provas, quando, na Cidade da Praia, “com melhores jogadores, melhores árbitros e todas as condições para um “bom campeonato”, nem propostas de início da época foram feitas”.

Classifica de “frustrante para atletas ficar à espera de dirigentes e associação sem que haja campeonatos”.

SR/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos