Barcelona/Ataque: Novo balanço oficial confirma existência de 13 mortos e mais de 50 feridos

 

Barcelona, Espanha, 17 Ago (Inforpress) – O ataque com atropelamento colectivo ocorrido hoje em Barcelona provocou pelo menos 13 mortos e mais de 50 feridos, segundo um novo balanço divulgado pelo Governo da Catalunha.

“Podemos confirmar que há 13 mortos e mais de 50 feridos”, escreveu no Twitter o responsável pela pasta do Interior do executivo catalão (Generalitat), Joquin Forn.

Em declarações aos jornalistas, Forn disse que há “indícios muito claros” de que se trata de um atentado terrorista, se bem que estejam pendentes da confirmação da identidade dos autores.

Joquin Forn, admitiu,por outro lado, que o número de vítimas poderá aumentar e referiu que o dispositivo policial está empenhado agora em encontrar os autores do atentado, pelo que insistiu na recomendação para que os residentes de Barcelona permaneçam em casa e não se desloquem à zona da Praça da Catalunha e das Rambas, onde ocorreu o ataque.

Antes, a Polícia catalã (Mossos d’Esquadra) tinha confirmado a detenção de uma pessoa relacionada com o ataque e que estava a “tratá-lo como um terrorista”.

Noutra mensagem, a Polícia catalã esclareceu que não havia qualquer pessoa barricada num bar do centro de Barcelona, contrariamente ao que tinha anteriormente sido referido por fontes policiais.

O ataque ocorreu pelas 17:00 locais (14:00 em Cabo Verde), quando uma furgoneta branca galgou um passeio na zona da Praça da Catalunha, nas Ramblas, e atropelou dezenas de pessoas, gerando pânico na zona diariamente frequentada por milhares de turistas.

Testemunhas disseram que, após o atropelamento, o condutor da carrinha e um acompanhante saíram da furgoneta e fugiram a pé.

Las Ramblas é uma grande avenida, de 1,2 quilómetros, que atravessa o centro de Barcelona, desde a Praça da Catalunha até ao monumento a Cristóvão Colombo, em frente ao mar.

Entretanto, a Polícia Nacional espanhola apelou para que não sejam divulgadas nas redes sociais fotos e vídeos do atropelamento.

“Por respeito às vítimas e às suas famílias, por favor NÃO partilhem imagens de feridos no atropelamento de “Ramblas de Barcelona”, lê-se numa mensagem na conta oficial da Polícia espanhola na rede social Twitter.

Também os Mossos d’Esquadra pediram através do Twitter que não sejam divulgadas imagens das forças policiais no local e que as pessoas evitem aproximar-se da zona para facilitar o trabalho das equipas de socorro.

A Policia catalã pediu também que as pessoas usem as redes sociais para comunicar para evitar o colapso das linhas telefónicas e que sejam tidas em conta apenas as informações divulgadas por fontes oficiais.

Inforpress/Lusa/Fim

 

 

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos