BM garante reforço financeiro a Cabo Verde para a implementação da sua agenda de reformas

 

Porto Novo, 13 Out (Inforpress) – O Banco Mundial (BM) já garantiu um reforço financeiro a Cabo Verde para a implementação da sua agenda de reformas nos sectores empresarial do Estado, financeiro e energético, bem assim para a educação e inclusão social.

A garantia foi dada ao ministro das Finanças, pelo vice-presidente do BM, Maktar Diop, durante uma reunião, no início desta semana, em Washington (EUA), no quadro dos encontros que Olavo Correia vem mantendo com esta instituição financeira e com o Fundo Monetário Internacional (FMI) para a edição de 2017 das reuniões anuais das Instituições da Bretton Woods.

Segundo uma nota de imprensa da chefia do Governo, Maktar Diop, que deve visitar Cabo Verde, em Dezembro, acompanhado do administrador de Cabo Verde no BM, Seydou Bouda, garantiu um reforço financeiro do BM ao arquipélago no âmbito da alocação de verbas do International Development Association (IDA) para as reformas no país.

Neste encontro, Olavo Correia apresentou “os avanços” das reformas em curso em Cabo Verde, incluindo a decisão do Governo em reestruturar os TACV, a situação macroeconómica e as perspectivas para a economia de Cabo Verde.

A Country Director do BM, Louise Cord, deverá visitar Cabo Verde ainda este mês para concluir o Diagnóstico Sistemático de País (SCD) e “despoletar” o processo de elaboração da nova estratégia de cooperação com Cabo Verde.

Além do BM, o FMI já reafirmou também o interesse em continuar a apoiar Cabo Verde na implementação da sua agenda de reformas, visando o desenvolvimento do país.

O FMI pretende avançar, “nos próximos meses”, com uma missão a Cabo Verde com a agenda de reformas no centro dessa visita, conformou garantiu a chefe de missão do FMI para Cabo Verde, Max Alier, no encontro que manteve, terça-feira, na capital norte-americana, com Olavo Correia.

Nesse encontro, a titular da pasta das Finanças apresentou a situação macroeconómico de Cabo Verde.

Ainda no quadro da sua deslocação aos EUA, o ministro se reuniu com o administrador executivo de Cabo Verde no FMI, Alexandre Tombini, que, também, reforçou a disponibilidade desta organização em apoiar Cabo Verde com assistência técnica em várias áreas.

JM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos