Balanças comerciais vão ser objecto de controlo metrológico em todo o país antes do final de 2017 – IGQPI

 

Cidade da Praia, 16 Nov (Inforpress) – As balanças comerciais vão ser objecto de controlo metrológico antes do final de 2017, em todo o país, garantiu hoje na Cidade da Praia, o presidente do Instituto de Gestão da Qualidade e da Propriedade Intelectual (IGQPI).

“Antes do final do ano iniciaremos o controlo metrológico das balanças comerciais com mais de cinco mil quilos de capacidade, através de um processo continuo”, informou Abraão Lopes, em declarações à Inforpress.

As condições já estão reunidas. O Organismo de Verificação Metrológica (OVM) já está devidamente autorizado e reconhecido pelo IGQPI. Os equipamentos já existem e o pessoal está devidamente treinado. Resta colocar em prática aquilo que está no regulamento, disse.

Segundo Abraão Lopes, comparado com o controlo metrológico das bombas de combustível, “a verificação das balanças é mais alargada, a complexidade é maior, a acessibilidade é mais difícil” tendo que todos os equipamentos que entram numa transação comercial vão ser controlados.

O controlo metrológico das balanças são procedimentos completamente diferentes que exigem outra tecnologia e exige uma equipa especializada, explicou Abraão Lopes.

Quanto a sensibilização e informação das pessoas sobre o início desta actividade, Abraão Lopes disse que o consumidor e o fornecedor dos produtos e serviços já sabem que esse controlo deve existir.

“Não sabem em que moldes é que isso vai ser feito em termos científicos”, salientou Abraão Lopes, que disse, no entanto, que mesmo assim o consumidor e o fornecedor vão ser informados previamente sobre o controlo metrológico das balanças.

O presidente do IGQPI explicou que o objectivo do controlo metrológico das balanças é defender o consumidor final e o próprio fornecedor dos produtos.

Informou, igualmente, que os contadores de electricidade e de água, os taxímetros, os parquímetros, os alcoolímetros, os manómetros, termómetros, entre outros equipamentos de medição também vão ser contemplados no programa de actividade de metrologia legal do Instituto.

Com o controlo metrológico, o Instituto pretende introduzir “melhorias significativas” nas relações comercias entre o prestador de serviço/vendedor e o consumidor final, salientou Abraão Lopes.

O IGQPI é a entidade responsável para gerir, coordenar e desenvolver o sistema nacional da qualidade, e, de entre outros subsistemas, a metrologia, que tem como objectivo garantir o rigor e a exatidão das medições, protegendo os cidadãos das consequências de medições incorretas em operações comerciais, fiscais ou salariais, saúde, segurança, protecção ambiental.

JL/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos