Baía das Gatas: Empresa Infra-estruturas de Cabo Verde garante qualidade da madeira utilizada no pontão

Mindelo, 15 Mar (Inforpress) – O presidente da empresa pública Infra-estruturas de Cabo Verde garantiu hoje que a madeira utilizada no pontão de acesso ao trampolim de adultos na Baía das Gatas “é tratada para suportar ambiente agressivos” como o marítimo.

Ao responder aos jornalistas, no âmbito da visita que o primeiro-ministro efectuou na manhã de hoje à estância turística da Baía das Gatas, sobre questionamentos à qualidade da madeira em aplicação no local, Carlos Correia e Silva considerou normal haver questionamentos sobre a matéria.

“Esta madeira que está a ser aplicada é embebida por um tempo numa emulsão especial para ser tratada contra ataques marítimos e depois desse tempo é colocada em secagem e só depois é que aplicada”, explicou a mesma fonte, que reforçou que, mesmo assim, depois de aplicada vai receber mais duas de mãos de um verniz especial para ataques contra ambientes agressivos como o ambiente marítimo.

O procedimento, continuou, passa pela fixação em ripas que formam uma estrutura de segurança, as quais são fixadas no pontão por perfuração e depois é que se coloca o estrado, estrutura serve para dar uma certa ancoragem à madeira, para suportar o movimento das águas.

“Depois o importante é o processo de manutenção, que tem que ser assegurado rotineiramente pela câmara, que é a gestora da via pública”, finalizou Carlos Correia e Silva.

As obras de requalificação da orla marítima da Baía das Gatas estão avaliadas em cerca de 90 mil contos e devem ficar concluídas em finais do mês de Abril.

O objectivo da mesma, quando ficar concluída, de acordo com os promotores, é desenvolver o local “no seu todo”, com a criação de áreas de serviços básicos, equipamentos públicos requalificados, com espaços destinados a visitantes e turistas, para que a praia possa constituir um lugar “atractivo, dinâmico e organizado”. 

AA/HF

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos