Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

BAD vai emprestar 20 milhões de euros a Cabo Verde destinados à modernização da Administração Pública

Cidade da Praia, 13 Out (Inforpress) – O Governo de Cabo Verde assinou hoje um acordo de empréstimo de 20 milhões de euros com o Banco Africano de Desenvolvimento (BAD), para um reforço orçamental que será canalizado para a modernização da Administração Pública cabo-verdiana.

No acto da assinatura, o ministro das Finanças, Olavo Correia, ressaltou que este empréstimo é um “excelente impulso” de arranque para a realização da ambição de Cabo Verde em matéria de governação electrónica e, em suma, da modernização do Estado e da Administração Pública.

“Estamos a construir a ponte para o retorno à normalidade pós covid-19 e temos ambição de melhorar o ambiente de negócios e de priorizar o digital.  Nós assumimos o digital como acelerador da modernização da Administração Pública central, como local, mas também como instrumento para melhorar a qualidade do serviço prestado aos cidadãos e às empresas”, acrescentou.

Olavo Correia falou ainda no digital como “um instrumento potente” para promover, não só a boa governação, como a transparência na gestão pública e melhorar o ambiente de negócios e o clima de investimentos para aumentar a produtividade das empresas e garantir a transição digital.

“E também melhorarmos a aproximação das ilhas com a sua diáspora e para reforçarmos a participação para a nossa diáspora em relação ao processo de desenvolvimento de Cabo Verde”, ressaltou.

Ainda na sua locução, o também vice-primeiro-ministro e ministro da Economia Digital afirmou que este apoio orçamental do BAD, no montante de 20 milhões de euros para ser pago em 20 anos, com cinco anos de carência, com taxas de juros a volta dos 0% é “muito importante” para a implementação da agenda tecnológica de Cabo Verde e para colocar o digital no centro da agenda pública.

“Vamos consolidar os investimentos em tecnologias, vamos melhorar o quadro legal, vamos continuar a capacitar os recursos humanos, vamos criar um ecossistema de inovação para as startups e vamos acelerar toda a reforma ao nível da governação digital que é importante para o nosso País”, frisou.

Por seu turno, o vice-director geral da região da África Ocidental do BAD, Josefh Ribeiro, começou a sua comunicação expressando os “sinceros agradecimentos” ao Governo de Cabo Verde pela “qualidade de colaboração” com aquela instituição.

“De referir que desde 2006 os principais parceiros bilaterais e multilaterais de Cabo Verde harmonizam o seu apoio ao orçamento do País através do Grupo de Apoio Orçamental (GAO), que se reúne na Praia duas vezes por ano. A reunião mais recente do GAO teve lugar em Junho de 2021 durante a qual os membros avaliaram o enquadramento macroeconómico, bem como os progressos na resposta ao covid do Governo de Cabo Verde”, relembrou.

Prosseguindo, Josefh Ribeiro pontuou que, na altura, o GAO verificou “com satisfação” a estabilidade do quadro macroeconómico, não obstante desafios “importantes” no domínio da dívida pública.

“Contamos com o habitual empenho do Governo de Cabo Verde para enfrentar esse desafio e reafirmamos a disponibilidade total do BAD para a continuação da nossa colaboração exemplar”, finalizou.

GSF/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos