Autoridades descartam acto terrorista no incidente nos arredores de Paris

 

Paris, 14 Ago (Inforpress) – O condutor que hoje entrou de carro numa pizaria nos arredores de Paris e matou uma menina de oito anos queria suicidar-se, segundo as autoridades, que descartam a hipótese de acto terrorista.

A agência noticiosa francesa AFP cita as autoridades, segundo as quais, as primeiras declarações do condutor “permitem descartar a pista terrorista”.

O suspeito, ouvido pouco depois do incidente, que também provocou seis feridos graves, disse que pretendia suicidar-se, segundo fonte judicial, citada pela AFP.

O automóvel entrou numa pizaria em Seine-et-Marne, um departamento situado no leste de Paris, segundo o tribunal de Meaux, matando uma criança de oito anos e ferindo seis pessoas.

Segundo a mesma fonte, tratou-se de um “ato deliberado”, mas “a priori nada tem a ver com um ato terrorista”.

As primeiras declarações do condutor, permitem “descaratr a pista terrorista”, precisou uma fonte judicial à AFP.

O homem, “jovem”, com cerca de 30 anos, conduzia um BMW e afirmou “ter já tentado pôr fim aos seus dias, sem sucesso, no domingo”.

Inforpress/Lusa

Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos