Autoridades cabo-verdianas consternadas com acidente ocorrido em Serra Leoa

 

Cidade da Praia, 17 Ago (Inforpress) – As autoridades cabo-verdianas manifestaram-se hoje consternadas com o acidente ocorrido em Serra Leoa, na sequência da catástrofe natural que provocou a morte de mais de três centenas de pessoas.

Em carta de pesar enviada ao seu homólogo de Serra Leoa, o Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, em nome do povo de Cabo Verde exprimiu a sua total solidariedade para com o povo serra-leonês em virtude do “grande sofrimento causado pela catástrofe natural que sobre ele se abateu”.

“Não duvidamos que o povo de Serra Leoa saberá enfrentar este doloroso momento com coragem e determinação e amparar as famílias que foram directamente atingidas por esse drama”, escreveu na carta.

Também o Governo declarou-se “consternado” com o acidente ocorrido no dia 14, na sequência dos deslizamentos de terra e inundação, apos três dias de chuvas torrenciais, indicando que esse acontecimento entristeceu todo o Cabo Verde.

“Assim, o Governo em nome de todo o povo cabo-verdiano, sentindo-se profundamente triste com estre trágico acontecimento que causou um elevado número de vítimas mortais, faz chegar as profundas condolências e endereça solidariedade aos familiares das vítimas e ao povo da Serra Leoa.

As autoridades cabo-verdianas lamentam também as repercussões do atentado terrorista que enlutou o povo burquinabê e repudiam, com veemência, a utilização de toda a forma de violência como instrumento de luta política e, muito particularmente, a que atinge, de forma indiscriminada, cidadãos inocentes.

“Infelizmente o terrorismo afecta a nossa sub-região, procurando semear o caos para melhor alcançar os seus intentos. Temos de continuar, com firmeza e determinação, a luta contra esse mal e a nossa caminhada na defesa dos princípios da liberdade e da democracia que enformam as nossas sociedades”, escreveu Jorge Carlos Fonseca, numa carta enviada ao seu homólogo de Burquina Faso, Roch Marc Christian Kaboré.

Pelo menos 18 pessoas morreram e outras dez ficaram feridas num atentado cometido na noite de domingo contra um restaurante em Ouagadougou. Dois atacantes foram abatidos no local por forças militares do Burkina-Faso, depois de terem feito reféns.

MJB/ZS

Inforpress/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos