Autárquicas 2020/Tarrafal: MIT destaca campanha “acima das expectativas” e lamenta compra de votos que impede verdadeira democracia

Tarrafal, 23 Out (Inforpress) – No balanço da campanha eleitoral, Cláudio Sousa, candidato do Movimento Tarrafal Independente, diz que o MIT “superou as expectativas” pelo “excelente trabalho de consciencialização” realizado no terreno.

Cláudio Sousa, cabeça de lista do MIT à presidência da Câmara Municipal do Tarrafal, olha para os 16 dias da campanha eleitoral, que termina hoje, e conclui que ninguém trabalhou “tão bem” no terreno como o movimento liderado por ele.

“Superámos todas as nossas expectativas, todos os tarrafalenses ficaram surpreendidos com o nível da nossa campanha, baseada no conhecimento e não no barulho. Fizemos melhor trabalho que as outras candidaturas porque baseámos na consciencialização em vez de pedir o voto cegamente”, expressou.

Por isso, perspectiva um “resultado positivo” no pleito do próximo domingo, 25, embora continue a mostrar desconfiança em relação à transparência dos resultados.

“Estamos à espera de um resultado positivo porque fizemos um grande trabalho. É o povo quem decide, mas já há outras candidaturas a cantar vitória, talvez estejam a fazer alguma corrupção que as levem a ter garantias de vitória, antecipadamente”, exprimiu o candidato, apontando o dedo ao MpD que, conforme afirmou, “tem estado a comprar votos de forma descarada em todas as zonas para, a todo o custo, ganhar a eleição.”

Esta situação, argumenta, mostra que “a verdadeira democracia ainda não chegou a Cabo Verde”.

Cláudio Sousa aproveitou ainda para deixar um recado a Celso Ribeiro, candidato do Movimento para Democracia, que na quinta-feira disse não ser este o momento para “aventureiros” no Tarrafal.

“Aventura é algo bom, se hoje estamos a respirar algum ar puro aqui no Tarrafal, isto deve-se ao espírito de aventura de alguns emigrantes tarrafalenses. São eles quem vão tentando desenvolver o município, enquanto a câmara municipal e o Governo pouco têm feito”, argumentou.

No último dia da campanha eleitoral, o Movimento Independente Tarrafal dividiu-se em três grupos para contactos em Figueira Muita, Colhe Bicho e Chão Bom. O MIT encerra a campanha ao fim do dia com um desfile que parte de Chão Bom em direcção ao centro da cidade de Mangui.

Para as eleições autárquicas do próximo dia 25 de Outubro concorrem à presidência da Câmara Municipal do Tarrafal, além de Cláudio Sousa, Celso Ribeiro (MpD), José dos Reis “Maika” (PAICV), Domingos Semedo (Unidos por Tarrafal) e Holden Duarte (UCID).

Nas eleições de 2016, as sétimas realizadas em Cabo Verde para escolha dos titulares dos órgãos municipais, concorreram, no concelho do Tarrafal, dois candidatos, tendo o MpD (José Soares) conquistado a câmara com 3.675 votos (53,70%), e o PAICV (José dos Reis Lopes Varela) alcançado 2.950 votos (43,11%).

Para as eleições autárquicas de 25 de Outubro, neste município estão inscritos 12.071 eleitores (em 2016 o número de inscritos era de 10.884, dos quais 6.843 votaram).

A nível nacional, participa na corrida um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista) e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal de Santiago (2), Praia (4) e São Vicente (1).

BN/DR

Inforpress/Fim

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos