Autárquicas 2020/Tarrafal de São Nicolau: GRIDT diz que Fragata não avançou porque câmara não acreditou nas pessoas

Tarrafal de São Nicolau, 15 Out (Inforpress) – O candidato do GRIDT lamentou hoje o facto de a localidade de Fragata continuar ainda isolada do município, realçando que isso aconteceu porque a autarquia não acreditou nas pessoas e, por isso não investiu nelas e nas potencialidades locais.

O candidato do Grupo Independente para o Desenvolvimento de Tarrafal (GRIDT) à presidência da câmara do Tarrafal nas autárquicas de 25 de Outubro, Balduíno do Rosário, fez essas considerações em declarações hoje à imprensa, à margem dos contactos porta-a-porta que efectou na localidade de Fragata.

Conforme referiu, a primeira constatação que teve ao chegar à ultima localidade do município do Tarrafal, prende-se com os problemas que afectam a população local, nomeadamente a falta de políticas públicas municipais para impulsionar o desenvolvimento de Fragata.

Considerou ainda que Fragata é uma localidade que ao longo dos anos tem sido isolada do município do Tarrafal, cuja estrada ora em construção é uma reivindicação antiga da população local.

Contudo, disse que as obras estão num bom ritmo e que tudo indica que irá terminar a tempo para poder proporcionar às pessoas “a oportunidade de estarem ligadas com o município”.

Por outro lado, criticou a câmara municipal pelo atraso no pagamento do salário das pessoas que trabalham no melhoramento dos caminhos vicinais, isto, ajuntou, numa altura de crise em que as pessoas têm de assumir os seus compromissos, pelo que apelou à resolução desses problemas.

“Encontramos outros problemas, nomeadamente a falta de luz elétrica no jardim infantil existente em Fragata, que está em péssimas condições, há famílias que não têm luz elétrica e nós propomos de forma séria e clara as nossas propostas para ultrapassar a situação”, declarou.

Conforme disse, tendo em conta as potencialidades de Fragata no sector da agricultura e criação de gado, em caso de vitória nas eleições autárquicas de 25 de Outubro, a sua candidatura propõe implementar projectos estruturantes para dinamizar essas áreas.

“As pessoas de Fragata são batalhadoras, quem não acredita nelas é o governo local porque se tivesse acreditado, teria apostado nelas e nas potencialidades locais, pois, essa localidade tem todas as condições para a pratica massiva da agricultura e criação de gado”, realçou.

A esse respeito, e nessa linha de ideias, propõe também a criação de um centro agropecuário bem como estabelecer uma Unidade Sanitária de Base, aliado a uma forte aposta no turismo rural.

Além de Balduíno do Rosário, participam na corrida à presidência da Câmara Municipal do Tarrafal de São Nicolau, José Freitas do MpD e João Soares (PAICV).

Nas autárquicas de 2016, no concelho do Tarrafal de São Nicolau, concorreram José Freitas de Brito (MpD), que alcançou 55,90% dos votos, e António Lopes Soares (PAICV) que obteve 40,63 %.

Para as eleições do dia 25 de Outubro, no concelho do Tarrafal de São Nicolau estão inscritos 4.207 eleitores.

A nível nacional, participa na corrida um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista), e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal de Santiago (2), Praia (4) e São Vicente (1).

CM/FP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos