Autárquicas 2020/São Vicente: Candidatura “Mas Soncent” introduz trio eléctrico na campanha eleitoral 

Mindelo, 19 Out (Inforpress) – Ao décimo dia de campanha eleitoral, a candidatura do Movimento Mas Soncent inseriu um trio eléctrico, uma forma, segundo o seu candidato a presidente da câmara, de fazer a comunicação chegar a um maior número de pessoas.

É que, no entendimento de Nelson Lopes, este domingo na zona da Pedreira, foi preciso inovar, pois há “apenas quatro meses” que o Movimento Mas Soncent lançou a intenção de se candidatar à autarquia sanvicentina, quando os adversários, sintetizou, “já têm mais de 30 anos de existência, são conhecidos”.

Assim, “uma única forma de comunicar” que o movimento encontrou, segundo a mesma fonte, para chegar a todas as zonas, teria de ser através de um trio eléctrico.

“Recebemos pedidos de muitas zonas que nos querem conhecer e o projecto que temos para a autarquia, da forma que estávamos a fazer, através de porta-a-porta, não conseguiríamos, então a melhor forma para chegar a todos foi a inovação com este trio eléctrico”, justificou a mesma fonte.

Ademais, segundo Nelson Lopes, o “Mas Soncent” tem que saber tirar partido das suas fortalezas, e uma delas, declarou, é o músico e interprete Grace Évora.

“Temos Grace Évora na nossa lista, músico sobejamente conhecido, cuja voz não poderíamos desprezar a cantar e a passar a mensagem com som amplificado, sem provocar ajuntamentos, a evitar neste momento de pandemia”, reiterou.

Nas zonas da Bela Vista e Pedreira, Nelson Lopes aproveitou ainda para “passar a mensagem junto dos eleitores” da necessidade de se “apostar forte” nas geminações.

“A cooperação é fundamental para uma ilha limitada em recursos e, um dos pontos fortes da nossa gestão, se vencermos as eleições, é colocar todos os nossos contactos no estrangeiro ao serviço da ilha”, concretizou Nelson Lopes, para “trazer outra vida e mais desenvolvimento” para São Vicente.

Uma das áreas já identificadas pelo candidato é a habitação social, em que anunciou que vai à procura de recursos no estrangeiro, através de parcerias, e chegar a um patamar de “eliminar as casas de tambor na ilha”, através de uma tecnologia que utiliza a estrutura dos contentores e transformá-la em habitação.

Hoje, a caravana “Mas Soncent” faz acção de campanha eleitoral nas zonas de Monte/Campim, Dji d’Sal, Lazareto e São Pedro.

Para além de Nelson Lopes (Movimento Mas Soncent), concorrem ao cargo de presidente da câmara de São Vicente Albertino Graça (PAICV), António Monteiro (UCID) e Augusto Neves (MpD).

Nas autárquicas de 2016, em São Vicente, concorreram Augusto Neves, pelo MpD, que teve maioria absoluta na câmara com 48,97 por cento (%) dos votos, António Monteiro (UCID), que conseguiu 28,28%, e Alcides Graça (PAICV) que teve 20,75%.

Em São Vicente, para as eleições do dia 25 de Outubro, estão inscritos 52.686 eleitores (mais 884 em relação ao escrutínio de 2016), dos quais 177 cidadãos estrangeiros, distribuídos por 142 mesas de voto.

A nível nacional participa na corrida o total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista), e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal de Santiago (2), Praia (4) e São Vicente (1).

AA/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos