Autárquicas 2020/São Vicente: Candidatura da UCID esbarra-se no MpD e motiva intervenção da Polícia Nacional

Mindelo, 19 Out (Inforpress) – A equipa da UCID em São Vicente, que esteve hoje liderada pela candidata a presidente da assembleia municipal, Dora Pires, esbarrou-se com o grupo do MpD, na Zona X em Ribeirinha, facto que motivou a intervenção da Polícia Nacional.

Este encontro de candidaturas no mesmo terreno causou um “pequeno alvoroço” de parte a parte com membros das duas equipas a fotografarem-se como elemento de prova.

De acordo com o calendário de deslocações a que a Inforpress teve acesso, hoje a equipa da UCID deveria estar em contactos nas zonas de Ribeira Bote e Ilha de Madeira.

No entanto, segundo Dora Pires, que é candidata à presidência da assembleia municipal da UCID e mandatária da candidatura de António Monteiro, durante a reunião com três agentes da Polícia Nacional, “ficaram a saber que não estava programada quaisquer intervenções de candidaturas na Zona X em Ribeirinha e a UCID decidiu fazer a sua intervenção nessa zona”.

Para Dora Pires esta é a primeira vez que a UCID esteve em confronto com outra candidatura, o que” é uma situação muito constrangedora”.

Depois de momentos de discussão a Polícia Nacional chegou ao local e, logo de seguida, o mandatário da candidatura do MpD, Miguel Duarte.

Abordado pela Inforpress, Miguel Duarte disse que, de acordo com o calendário que é do conhecimento da CNE e da Polícia Nacional, hoje era a vez da equipa do MpD estar naquela zona e escusou-se a fazer mais comentários.

No final a equipa da UCID decidiu retirar-se do terreno. A mandatária, Dora Pires, justificou que o calendário das deslocações da Polícia Nacional estava desactualizado e a UCID também não teve acesso à actualização.

“O problema é que a CNE errou. Porque quando a CNE recebe uma mudança ela tem que distribuir imediatamente às outras candidaturas. Realmente estava agendado acções em Ribeira Bote e Ilha de Madeira, mas como no antigo calendário dizia que hoje nessa zona não teria ninguém viemos para cá”.

No entanto, enquanto a equipa da UCID estava na Zona X em Ribeirinha, o candidato, António Monteiro priorizou contactos porta-a-porta na zona de Horta Seca.

Para além de António Monteiro (UCID), concorrem ao cargo de presidente da câmara de São Vicente Augusto Neves (MpD), Albertino Graça (PAICV) e Nelson Lopes (Movimento Mas Soncent).

Nas autárquicas de 2016, em São Vicente, concorreram Augusto Neves, pelo MpD, que teve maioria absoluta na câmara com 48,97 por cento (%) dos votos, António Monteiro (UCID), que conseguiu 28,28%, e Alcides Graça (PAICV) que teve 20,75%.

Em São Vicente, para as eleições do dia 25 de Outubro, estão inscritos 52.509 eleitores (mais 707 em relação ao escrutínio de 2016), distribuídos por 192 mesas de voto.

A nível nacional, participa na corrida um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista), e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal de Santiago (2), Praia (4), São Vicente (1).

CD/FP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos