Autárquicas 2020/São Vicente: Augusto Neves renova aposta na habitação social e construção de casas para jovens

Mindelo, 16 Out (Inforpress) – Augusto Neves aproveitou um momento de contacto com os cidadãos eleitores à porta das residências no Campim para reafirmar a “grande prioridade” da sua lista, que é a construção de habitações para jovens e aposta na habitação social.

O candidato do Movimento para a Democracia (MpD) a presidente da câmara de São Vicente nos contactos com a população de Monte, Campim e Dji d’Sal lembrou que a habitação social é uma das realizações que apresenta como “obra feita” nas referidas localidades.

Para além disso, enumerou o calcetamento, ligações à rede pública de esgoto, benefício de várias famílias em auxílio a habitações degradadas, a construção de 24 habitações sociais, “e projecto para continuar a fazer mais”, e pequena placa desportiva para os jovens, como obras ali concretizadas.

Por isso, assinalou, fez constar no seu programa eleitoral a criação de um “programa acessível de atribuição” de lotes de terrenos e projectos de moradia, de baixo custo, aos jovens entre os 25 e 35 anos.

Mas, Augusto Neves diz saber que a maior reivindicação da população e dos jovens, em particular, é “mais trabalho”, mas avançou que eles percebem que a vontade é melhorar a condição de vida de cada um e lutar para resolver o emprego jovem, que “aqui em São Vicente é problemático”.

Prometeu, por isso, continuar a criar melhores condições para trazer mais empregos para a ilha, num diálogo com empresários rumo a mais investimentos, já que a “grande preocupação” é habitação para jovens e formação profissional e outras, de acordo com o nível de cada jovem.

“Gradualmente, porque não se consegue fazer tudo de uma vez”, sintetizou.

Para além de Augusto Neves (MpD), concorrem ao cargo de presidente da câmara de São Vicente Albertino Graça (PAICV), António Monteiro (UCID) e Nelson Lopes (Movimento Mas Soncent).

Nas autárquicas de 2016, em São Vicente, concorreram Augusto Neves, pelo MpD, que teve maioria absoluta na câmara com 48,97 por cento (%) dos votos, António Monteiro (UCID), que conseguiu 28,28%, e Alcides Graça (PAICV) que teve 20,75%.

Em São Vicente, para as eleições do dia 25 de Outubro, estão inscritos 52.686 eleitores (mais 884 em relação ao escrutínio de 2016), dos quais 177 cidadãos estrangeiros, distribuídos por 142 mesas de voto.

A nível nacional participa na corrida o total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista), e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal de Santiago (2), Praia (4) e São Vicente (1).

AA/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos