Autárquicas 2020/São Vicente: Augusto Neves promete melhorar atendimento aos munícipes na câmara e modernizar o sector

Mindelo, 21 Out (Inforpress) – O candidato do MpD a presidente da câmara de São Vicente reconheceu que nem sempre foi possível um “atendimento célere” aos munícipes na câmara que dirigiu, mas prometeu melhorar e modernizar o sector.

Augusto Neves foi confrontado na localidade de Passarão por um jovem que se queixava do “deficiente atendimento na câmara”, como disse, e o candidato justificou com o “aumento significativo” da população, que para ele já ultrapassou os 95 mil habitantes, e que, por isso, sintetizou, “é natural que tenha havido, às vezes, atrasos no atendimento”, devido à demanda.

“Mas temos vindo a melhorar, aliás criamos um balcão único para acelerar o processo de atendimento da população e estamos a montar um sistema informático que vai permitir aos munícipes e aos emigrantes, das suas casas, efectuar pagamentos de diversos serviços”, declarou o candidato.

Ademais, o programa eleitoral da sua candidatura tem um capítulo específico dedicado a melhoria da governança municipal e modernização administrativa que deve implicar uma “atenção especial” às dinâmicas participativas dos cidadãos nos processos de tomada de decisão e no escrutínio público dos actos dos seus dirigentes locais.

Assim, caso vença as eleições, o MpD propõe diversas medidas para melhorar a qualidade dos serviços que a câmara presta, entre elas estimular a participação da sociedade na governança do município através da promoção da cidadania, a oferta de um “atendimento de qualidade” e transparência na prestação aos munícipes e às empresas, através de programas para simplificação administrativa e desburocratização e prestação de serviços via internet.

Outras medidas, no mesmo âmbito, assinaladas no programa eleitoral da MpD são a digitalização e informatizado do município, a profissionalização e qualificação da gestão pública, a diversificação das fontes de financiamento municipal, a implementação do conceito de orçamento procura de “soluções integradas” para desafios que envolvam as zonas rurais.

Para além de Augusto Neves (MpD), concorrem ao cargo de presidente da câmara de São Vicente Albertino Graça (PAICV), António Monteiro (UCID) e Nelson Lopes (Movimento Mas Soncent).

Nas autárquicas de 2016, em São Vicente, concorreram Augusto Neves, pelo MpD, que teve maioria absoluta na câmara com 48,97 por cento (%) dos votos, António Monteiro (UCID), que conseguiu 28,28%, e Alcides Graça (PAICV) que teve 20,75%.

Em São Vicente, para as eleições do dia 25 de Outubro, estão inscritos 52.686 eleitores (mais 884 em relação ao escrutínio de 2016), dos quais 177 cidadãos estrangeiros, distribuídos por 142 mesas de voto.

Participam na corrida o total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista), e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal (2), Praia (4) e São Vicente (1).

AA/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos