Autárquicas 2020/São Vicente: António Monteiro diz que balanço da primeira semana de campanha é “extremamente positivo”

Mindelo, 15 Out (Inforpress) – O candidato da UCID a presidente da câmara de São Vicente, António Monteiro, afirmou hoje que o balanço da primeira semana de campanha é “extremamente positivo” e vai mudar apostar em comícios gravados na última semana de campanha.

Segundo António Monteiro, em declarações à Inforpress, o balanço é extremamente positivo, porque em todos os lugares que esteve, as pessoas o têm recebido “bem, com sorriso no rosto, com olhos a brilhar”.

“Estamos satisfeitos com a forma como as pessoas estão a nos receber no terreno”, pontuou o candidato para quem, o que lhe dá “maior satisfação é a rejeição” que constatou em algumas pessoas “relativamente ao actual presidente de câmara.

“As pessoas estão a mostrar que eles não o querem mais. E se somarmos esses vectores, de recuos ou repulsão com o jeito com que nos recebem de forma alegre, achamos que temos tudo para ganhar a câmara municipal no dia 25”, projectou o candidato da UCID, afirmando que a sua equipa está a fazer um “excelente trabalho”

Para a segunda semana de campanha eleitoral, a UCID pensa mudar a estratégia e melhorar a comunicação ainda mais, apostando em comícios gravados para difundir nas diferentes zonas.

“Vamos fazer comícios gravados e colocá-los a circular em viaturas para fazer as pessoas saber, com mais profundidade, quais são as nossas propostas e qual é que é a realidade actual da CMSV em termos de gestão”, avançou António Monteiro, acrescentando que “a gestão da câmara é danosa, pantanosa e corrupta a nível de vendas de terreno”.

O candidato afirmou que na última semana vai reafirmar a mensagem de que tem “várias ideias para São Vicente” e que, com ele à frente da CMSV, “dificilmente vai fechar a porta para os cidadãos, para os empresários e para os investidores”.

“Não posso atender uma pessoa num determinado momento, mas vou atendê-la noutro momento. A porta vai estar sempre aberta para os munícipes de São Vicente, empresários e investidores”, garantiu.

Questionado sobre o momento menos conseguido da campanha, António Monteiro disse foi a sua voz por causa da máscara, porque fala muito e por causa da poeira. Mas, para ele não teve momento menos bom.

“O meu melhor momento é sempre estar sorridente”, sentenciou.

Para além de António Monteiro (UCID) concorrem ao cargo de presidente da câmara de São Vicente Augusto Neves (MpD), Albertino Graça (PAICV) e Nelson Lopes (Movimento Mas Soncent).

Nas autárquicas de 2016, em São Vicente, concorreram Augusto Neves, pelo MpD, que teve maioria absoluta na câmara com 48,97 por cento (%) dos votos, António Monteiro (UCID), que conseguiu 28,28%, e Alcides Graça (PAICV) que teve 20,75%.

Em São Vicente, para as eleições do dia 25 de Outubro, estão inscritos 52.509 eleitores (mais 707 em relação ao escrutínio de 2016), distribuídos por 192 mesas de voto.

Participa na corrida um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista), e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (um), de Santa Catarina (um), São Domingos (um), Tarrafal de São Nicolau (um), Sal (um) Tarrafal de Santiago (dois), Praia (quatro), São Vicente (um).

CD/DR

Inforpress/Fim

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos