Autárquicas 2020/São Miguel: Só pode ser “alucinação” o PAICV pensar em ganhar uma eleição como esta – Herménio Fernandes

Calheta, 20 Out (Inforpress) – O candidato do Movimento para a Democracia (MpD- poder) à Câmara Municipal de São Miguel, Herménio Fernandes, considerou “uma falácia e uma alucinação” o PAICV querer vencer as eleições em São Miguel.

Ao ser abordado sobre uma eventual sondagem que dá ao Partido Africano de Independência de Cabo Verde (PAICV- oposição) vitória em São Miguel, Herménio Fernandes, que esteve na tarde de segunda-feira, em Espinho Branco, disse que às eleições de domingo vão ser “uma passadeira vermelha” para a sua candidatura.

Justificou que foi realizada uma sondagem que lhes dá uma votação de quase de 70 por cento (%), por isso, o PAICV não tem “chance em São Miguel”.

“O PAICV sabe que em São Miguel praticamente não existem, portanto estamos seguros porque uma candidatura que não consegue fazer um desfile, uma apresentação da sua lista, não tem proposta, estamos a falar de falácia e de alucinação. Só pode ser alucinação o PAICV pensar em ganhar uma eleição como este”, afirmou.

A sua candidatura, frisou, além de ter obras realizadas, apresenta um programa centrado nas pessoas e naquilo que são os desafios e necessidade das pessoas em São Miguel.

Especificamente, para a localidade de Espinho Branco, prometeu melhorar a acessibilidade, construir mais miradouros e placa desportiva, implementar uma cooperativa de transformação de matéria prima local em produtos cosméticos e implementação do projecto “uma família um turista”.

Em relação à questão da habitação, que a candidatura adversária o acusa de não ter projectos, Herménio Fernandes lembra-os que no seu primeiro mandato foram construídas 478 casas de banho, 33 casas de raiz e 173 casas de famílias vulneráveis foram reabilitadas.

Para o próximo mandato, caso vença, promete dar continuidade ao programa de reabilitação, que conta com a comparticipação das famílias, para reparação dos tectos, na construção de casas de banho e na melhoria das suas casas.

Para os jovens que estão a constituir as suas famílias, promete, caso tenham garantido 60 a 70% daquilo que é o orçamento, a câmara entrará com outra parte para os apoiar.

“Ainda estamos a estimular os jovens, através de disponibilização de terreno, onde os jovens têm possibilidade de fazer aquisição dos mesmos e pagar em prestações e isto é uma forma de ajudá-los a promover as suas primeiras habitações”, informou.

O MpD vai estar hoje nas localidades de Veneza e Bolanha.

Nas eleições de 2016, as sétimas realizadas em Cabo Verde para escolha dos titulares dos órgãos municipais, concorreram, em São Miguel, três candidatos, tendo o MpD (Herménio Fernandes) conquistado a câmara com 4.146 votos (69,35%), o PAICV (Carla Carvalho) alcançado 1.518 votos (25,39%) e o PP (Alberto Correia) 125 votos (2,09%).

Para as eleições autárquicas de 25 de Outubro, em São Miguel, estão inscritos 10.218 eleitores (em 2016 o número de inscritos era de 9.468, dos quais 5.978 votaram).

A nível nacional, participa na corrida um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista), e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal (2), Praia (4) e São Vicente (1).

AM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos