Autárquicas 2020/São Miguel: MpD quer estimular pesca semi-industrial no concelho

Calheta, 21 Out (Inforpress)- O candidato do Movimento para a Democracia à presidência da Câmara Municipal de São Miguel, Herménio Fernandes, prometeu hoje, caso vença, estimular a pesca semi-industrial no concelho.

Com os dias de campanha a chegar ao fim, o MpD tem aproveitando para visitar algumas localidades onde os elementos afectos à lista ainda não passaram e a reforçar os contactos com os outros povoados já percorridos.

Na noite de terça-feira, o candidato esteve na localidade de Achada Bolanha, para um mini-comício e hoje estarão na localidade de Mangue de Sete Ribeira, para mais uma acção de campanha.

Em declarações à Inforpress, Herménio Fernandes fez referência aos projectos executados para os pescadores no Porto de Calheta, no seu primeiro ano de mandato, nomeadamente a criação de um espaço de lazer com instalações sanitárias, com espaços para guardarem os seus botes e a construção da Casa do Mar.

“Hoje a venda de gelo para apoio ao comércio e para apoio às peixeiras e aos pescadores é uma realidade. Foi uma parceria público-privada da câmara com um empresário que fez o investimento e hoje temos pescadores que vem de Pedra Badejo e Tarrafal para comprar gelo aqui”, disse.

Ajuntou que hoje há mais pessoas a trabalhar no sector da pesca, pois incentivaram este sector, apoiando os pescadores com equipamentos, novas embarcações, com reparação de motores e das suas embarcações.

Mas, para o próximo mandato, caso volte a merecer a confiança dos micaelenses, Herménio Fernandes promete estimular a pesca semi-industrial no concelho e dar continuidade a construção de um pequeno estaleiro naval em Veneza.

“Estamos a requalificar a orla marítima de Veneza, bem como a sua praia para melhorar o sector de pesca porque a pesca em São Miguel cresceu muito nos últimos dois anos e isso mostra-nos claramente que é preciso qualificar”, enfatizou.

Melhorar a questão da segurança marítima para que os pescadores possam ir mais longe, e com isso melhorarem as suas capacidades de captura, é um outro objectivo desta candidatura.

Este processo, afiançou, já está a decorrer fruto de uma parceria com o Ministério da Economia Marítima, no sentido de garantir-lhes todas as condições de segurança, em termos de equipamentos e de navegação.

Para Herménio Fernandes, os emigrantes são um dos “grandes pilares” para o desenvolvimento do concelho, uma vez que estes têm contribuído não só no sector da pesca, criando emprego, mas também na construção civil e no turismo.

Nas eleições de 2016, as sétimas realizadas em Cabo Verde para escolha dos titulares dos órgãos municipais, concorreram, em São Miguel, três candidatos, tendo o MpD (Herménio Fernandes) conquistado a câmara com 4.146 votos (69,35%), o PAICV (Carla Carvalho) alcançado 1.518 votos (25,39%) e o PP (Alberto Correia) 125 votos (2,09%).

Para as eleições autárquicas de 25 de Outubro, em São Miguel, estão inscritos 10.218 eleitores (em 2016 o número de inscritos era de 9.468, dos quais 5.978 votaram).

A nível nacional, participa na corrida um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista), e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal (2), Praia (4) e São Vicente (1).

AM/CP
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos