Autárquicas 2020/São Lourenço dos Órgãos: PAICV em defesa de quem mais precisa

João Teves, 20 Out (Inforpress) – A caravana do PAICV voltou a apelar ao voto na mudança em Achada Costa e Palha Carga, São Lourenço dos Órgãos, acusando o adversário de ter apostado na cobertura com chapas de amianto na reabilitação das casas.

“Estas chapas provocam doença cancerígena e nós vamos utilizar tectos de qualidade que protejam a saúde de cada uma das famílias beneficiadas dando-as uma oportunidade de saírem da pobreza habitacional”, afirmou António Fernandes.

Tone, como é também conhecido o candidato do PAICV à presidência da câmara, prometeu seu apoio aos criadores do gado “para que tenham animais de raça melhorada, se vencer as eleições de domingo.

Garantiu que a sua gestão à frente da Câmara Municipal será na lógica de “Órgãos pa nos tudu” (Órgãos para todos nós, em português) e puderem produzir “leite e carne com a qualidade requerida”.

“A nossa prioridade vai ser quem mais precisa fica na linha da frente da nossa preocupação”, completou.

O desencravamento das localidades continua a ser o tema recorrente das duas candidaturas, a qualidade da via é vezes sem conta denunciada pela candidatura do PAICV.

Tone vai ao cerne da questão afirmando: “Em matéria da reabilitação das vias, esta é uma via de péssima qualidade que desencoraja qualquer visitante para se fazer a esta estrada, qualquer trabalhador ou morador para se dedicar com gosto à criação do gado, da agricultura e poder encontrar o seu rendimento sem sacrifícios desnecessários”.

Em cada moradia, ouve-se sempre o inevitável convite para entrar, no jeito característico das gentes do campo. Convite recusado, vezes sem conta, pelos agentes do apelo ao voto na sua candidatura: “Não podemos devido ao coronavírus, temos recomendações das autoridades. A conversa será rápida. Há outras famílias para visitar”.

Rápida porque já se tinham feito abordagens anteriores e esta é para reafirmar os compromissos e garantir o voto.

“O nosso optimismo é alto. A população identifica-se connosco, a recepção é boa. Vamos trabalhar para manter o nível da expectativa das pessoas porque acreditam que a nossa candidatura é àquela da mudança há tanto esperada”, diz Tone.

No seu entender, nos últimos quatro anos, a população passou por penúrias devido a uma má gestão do município.

“Vamos trabalhar para elevar o nível do desenvolvimento do nosso município de forma harmoniosa. Pois é todo um conglomerado de zonas com potencialidade nas áreas do turismo, da agricultura, da pastorícia que gerido harmonicamente traz felicidade a São Lourenço dos Órgãos”, disse.

Nas eleições autárquicas de 2016, as sétimas realizadas em Cabo Verde, para escolha dos titulares dos órgãos municipais, em São Lourenço dos Órgãos concorreram Carlos Vasconcelos, pelo MpD, que venceu com 2.013 votos (49,11%) e Victor Baessa, pelo PAICV, que obteve 1.965 votos (47,94%).

Para as eleições autárquicas de 25 de Outubro, estão inscritos 5.746 eleitores, (em 2016 o número de inscritos era de 5.268, dos quais 4.099 votaram).

A nível nacional, participa na corrida um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista) e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal (2), Praia (4) e São Vicente (1).

AT/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos