Autárquicas 2020/São Lourenço dos Órgãos: MpD quer resolver problema de tectos no município

Cidade de João Teves, 18 Out (Inforpress) – Os candidatos do MpD comprometeram-se com as populações de Poilão Fonseca, Ribeirão Moura e Lém Carvalho, na reabilitação das casas e construção de casa de banho, uma vez que querem resolver o problema de tectos no município.

“É a zona mais árida e semi-árida do concelho, mas possui terras aráveis por se situar nas imediações da acção da barragem do Poilão. “Em tempo de boa chuva, não têm problemas de água. Lá também têm uma certa quantidade de água subterrânea em relação, por exemplo, a João Teves”, referiu Carlos Vasconcelos, candidato à sua própria sucessão à presidência da Câmara Municipal de São Lourenço dos Órgãos.

Segundo o candidato do MpD, os camponeses precisam de se organizar desde a fase produtiva até a colocação dos produtos no mercado, sendo que, nesta zona, vezes sem conta são confrontados com pragas devido ao clima quente que assola a localidade e precisam de apoio à agricultura protegida.

“Não prometemos estufas ou agricultura hidropónica, vamos sim, com as instituições de crédito e semi-crédito, facilitar o acesso ao crédito para modernizar a agricultura em todo o concelho.” explicou Carlos Vasconcelos.

As terras cultiváveis do concelho de São Lourenço dos Órgãos correspondem, segundo dados disponíveis, a 53% do território regional, apenas 10% destinam-se à construção e 37% são montanhas e florestas.

O município dispõe de 2.873 hectares de área cultivável e a maior parte (87%), é destinada à cultura de sequeiro, de milho e feijões e 13% destina-se à cultura hortícola.

A implementação das novas técnicas de produção, mais eficiente em termos de recursos, é ainda uma novidade para os produtores locais que veem poucas parcelas de terras instaladas, como por exemplo, o sistema de rega gota-a-gota.

“Eu espero que esta mudança climática, nos traga mais chuvas nos próximos anos para que possamos por em andamento todas as potencialidades ao serviço do município, sobretudo a nível da agricultura de regadio” reforçou Carlos Vasconcelos, sendo que o município possui um centro pós-colheita ainda não funciona.

Para além de Carlos Vasconcelos, concorre á presidência da câmara de São Lourenço do órgão, António Fernandes do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV).

Nas eleições autárquicas de 04 de Setembro de 2016, as sétimas realizadas em Cabo Verde, para escolha dos titulares dos órgãos municipais de São Lourenço dos Órgãos concorreram Carlos Vasconcelos, pelo MpD, que venceu com 2.013 votos (49,11%) e Victor Baessa, pelo PAICV, que obteve 1.965 votos (47,94%).

Para as eleições autárquicas de 25 de Outubro, estão inscritos nos cadernos eleitorais 5.746 eleitores, (em 2016 o número de inscritos era de 5.268, dos quais 4.099 votaram).

A nível nacional participa na corrida um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista) e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal de Santiago (2), Praia (4) e São Vicente (1).

AT/DR

Inforpress/Fim

 

 

 

 

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos