Autárquicas 2020/São Lourenço dos Órgãos: MpD compara lista do PAICV a equipa pedagógica de um liceu

João Teves, 20 Out (Inforpress) – A lista dos candidatos do PAICV para São Lourenço dos Órgãos parece mais uma lista de uma equipa pedagógica de um liceu do que uma lista para gestão de uma Câmara Municipal, constatou Carlos Vasconcelos, candidato do MpD.

A comparação foi feita por causa do famoso Mercado dos Órgãos que a candidatura de António Fernandes às autárquicas de 25 de Outubro quer recuperar e transformar num Centro de Conexão de Serviços.

“Não vejo nenhum economista na lista para se ver a essa conexão. Trata-se de uma lista composta por pessoas formadas na área da Educação”, afirmou o candidato à presidência da câmara, em mais uma passagem por Montanha.

No habitual porta-a-porta falou do desencravamento das zonas altas, da reabilitação das casas e construção de casas de banho e, para não variar, explicou de que forma os eleitores devem votar para não se enganarem na hora da verdade.

Em conversa com jornalista, explica que o mercado existe e os mercadores estão lá.

“Precisamos ver o mercado numa visão global. Primeiro temos de empoderar as famílias de São Lourenço dos Órgãos e criar oportunidades de negócios. Num pequeno inquérito junto às famílias de João Teves, chega-se à conclusão que ninguém vai ao mercado. Compra-se aqui as hortaliças, que com boa colheita são doadas, do que pagar transporte, perto de 100 escudos, para ir ao marcado” – replicou.

Defendeu que São Lourenço dos Órgãos precisa apostar na criação do gado, aproveitando o pasto que nunca rareia para comercializar a carne para outras zonas. “Nesse caso, precisamos do mercado da carne, mas não é a Câmara Municipal a investir, são os privados e, sobretudo, os jovens com formação profissional que massificamos e diversificamos” – afirmou.

Há no município a tradição da venda de carne do porco assada, muito apreciada por quem passa pelo município. “O mercado existe e vai continuar a existir. Mas como lhe disse, temos uma outra visão mais integrada para esse espaço”, conclui.

São Lourenço dos Órgão é um município essencialmente rural cuja actividade económica principal gira em torno da agricultura e da pecuária. São duas actividades económicas expressivas no concelho, sendo de carácter tradicional, apesar do esforço da sua modernização, no caso da agricultura de regadio, com a construção da barragem e centro de transformação de produtos agroalimentares. Existem no centro da cidade de João Teves, os serviços administrativos e alguma actividade ligada aos serviços de bares/restauração.

Nas eleições de 2016, as sétimas realizadas em Cabo Verde, para escolha dos titulares dos órgãos municipais, em São Lourenço dos Órgãos concorreram Carlos Vasconcelos, pelo MpD, que venceu com 2.013 votos (49,11%) e Victor Baessa, pelo PAICV, que obteve 1.965 votos (47,94%).

Para as eleições autárquicas de 25 de Outubro, estão inscritos 5.746 eleitores, (em 2016 o número de inscritos era de 5.268, dos quais 4.099 votaram).

A nível nacional, participa na corrida um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista) e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal (2), Praia (4) e São Vicente (1).

AT/CP
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos