Autárquicas 2020/São Filipe: UCID apela aos jovens a exercer a cidadania mesmo que seja em outra candidatura

São Filipe, 17 Out (Inforpress) – O candidato da União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID) à presidência da câmara de São Filipe incentiva os jovens a exercerem a cidadania ainda que não seja na sua candidatura, votando no dia 25 de Outubro.

Numa luta contra abstenção, o candidato Pedro Ribeira, nos vários diálogos com a população, sobretudo os jovens que, segundo o mesmo, “estão tristes e desanimados”, tem explicado a importância do voto que é um dever cívico.

“É preciso saber votar e fazê-lo conscientemente”, explicou a um grupo de jovens num dos contactos nos bairros periféricos da cidade, demonstrando que se não votar a pessoa não está a participar para ter uma sociedade melhor, no desenvolvimento do município, além de comprometer o futuro.

“O voto ajuda a colocar na câmara alguém competente, disponível e que trabalha para o desenvolvimento, garantindo uma cidade mais limpa, segura e com oportunidade de emprego, é este o sentido de voto”, explicou Pedro Ribeiro, indicando que o que motivou a candidatar-se é porque a maioria dos jovens não estão de acordo com a forma como o município foi e está sendo gerido.

Esta, adiantou, “é uma boa oportunidade para os jovens mostrarem de que estão cientes da actuação dos políticos”, aproveitar a oportunidade para votar diferente, apesar terem razão para estarem “desalentado”.

“Independentemente de votar na UCID ou não, incentivo a votar, conscientemente, e se votar no PAICV ou MpD não é a melhor opção, porque já demonstraram que não estão a fazer diferente, se ganhar vou trabalhar para o município e não para minha família, amigos ou pessoas de um determinado partido”, esclareceu Pedro Ribeiro, adiantando que se o PAICV ou MpD estavam a trabalhar de forma correcta ele própria pedia às pessoas para votar nesses partidos e nem se candidatava, mas “como são iguais decidi avançar com a candidatura”.

A abstenção preocupa a candidatura da UCID, porque as pessoas não acreditam nas propostas das candidaturas adversárias e, por isso, a está a pedir às pessoas para exercer o direito de voto, independentemente da escolha, para combater abstenção.

Nas últimas eleições autárquicas de 04 de Setembro de 2016, as sétimas realizadas em Cabo Verde para escolha dos titulares dos órgãos municipais, concorreram um total de três candidatos no concelho de São Filipe, tendo o MPD (Jorge Nogueira) alcançado 4.381 votos (48,84%), o PAICV (Eugénio Veiga) alcançado 2.563 votos (28,57%) e o GPAIS (Luís Pires) alcançado 1.882 (20,98%).

Para as eleições autárquicas de 25 de Outubro, no município de São Filipe, está inscrito nos cadernos eleitorais um total de 15.531 eleitores distribuídos por 71 mesas de assembleias de votos (mais 1.224 eleitores que em 2016, distribuídos por 52 mesas de assembleias de voto), dos quais 8.970 votaram.

Participam na corrida um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista), e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (um), de Santa Catarina (um), São Domingos (um), Tarrafal de São Nicolau (um), Sal (um) Tarrafal de Santiago (dois), Praia (quatro), São Vicente (um).

JR/DR

Inforpress/Fim

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos