Autárquicas 2020/São Filipe: Presidente de câmara tem de exigir do Governo não basta pedir esmolas – UCID

São Filipe, 15 Out (Inforpress) – O presidente de câmara tem de ter capacidade para exigir e reivindicar do Governo aquilo que o município tem direito e não basta pedir esmolas porque ele faz parte do todo nacional, considera o cabeça de lista da UCID.

É assim que o candidato da União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID), Pedro Ribeiro, vê a função do presidente da câmara e, caso seja eleito nas eleições de 25 de Outubro, na ilha do Fogo, vai exigir do Governo aquilo que o município de São Filipe tem direito.

Pedro Ribeiro fez estas considerações ao visitar a estância balnear de Salinas numa acção de campanha e no diálogo com os pescadores em que prometeu trabalhar com o Governo para a construção de um cais de pesca e para embarcações de média dimensão neste importante porto de desembarque de pescado e que concentra praticamente todos os pescadores da zona norte.

Além de cais de pesca prometeu apoiar os pescadores com equipamentos tais como bussolas e GPS para maior segurança no mar.

O mesmo garantiu que caso seja eleito ira requalificar toda a estancia balnear porque Salinas tem potencialidade, mas lembra que ter potencialidades não chega, mas é preciso criar condições para ter mais investimentos turísticos.

“A melhoria do acesso para a estância é o factor principal de competitividade e se a câmara cessante não teve condições para criar acesso mínimo para um lugar que deseja desenvolver o turismo não está em condições para reivindicar mais investimentos”, referiu.

“Temos programas para a sua requalificação a sério para ser uma piscina natural como deve ser porque já foram gastos milhões de escudos a fazer apenas chapa-chapa e sem qualidade”, disse Pedro Ribeiro no diálogo com os pescadores de Salinas. Sublinhou que não acredita que o presidente cessante e candidato às autárquicas pela lista do MpD, Jorge Nogueira, tenha coragem para se deslocar à Salinas para conversar com os pescadores depois de tudo que prometeu e não cumpriu e pela forma como deixou este espaço.

Nas eleições de 2016, concorreram um total de três candidatos no concelho de São Filipe, tendo o MPD (Jorge Nogueira) alcançado 4.381 dos votos (48,84%), o PAICV (Eugénio Veiga) alcançado 2.563 dos votos (28,57%) e o GPAIS (Luís Pires) alcançado 1.882 (20,98%).

Para as eleições autárquicas de 25 de Outubro, no município de São Filie, está inscrito nos cadernos eleitorais um total de 15.531 eleitores distribuídos por 71 mesas de assembleias de votos (mais 1.224 eleitores que em 2016, distribuídos por 52 mesas de assembleias de voto), dos quais 8.970 votaram.

A nível nacional participa na corrida um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista), e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal de Santiago (2), Praia (4), São Vicente (1).

JR/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos