Autárquicas 2020/São Filipe: PAICV considera que nos últimos quatro anos o sector primário não foi aposta

São Filipe, 15 Out (Inforpress) – A candidatura do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV) considerou que nos últimos quatro anos o sector primário não foi prioridade, e não se fez investimentos necessários para o seu desenvolvimento.

O cabeça de lista do PAICV à câmara, Nuías Silva, disse que uma das grandes prioridades da sua plataforma são os sectores da agricultura, pecuária e pesca, pois apresentam “grandes potencialidades”, mas que, “infelizmente”, nesses últimos quatro anos, quer o Governo, quer a câmara “não deram prioridade” a investimentos nessas áreas.

“Houve um desinvestimento que levou ao aumento da pobreza e desigualdade, sobretudo no meio rural, pois, são dados da conta gerência da Câmara Municipal e do Instituto Nacional de Estatísticas”, apontou.

Segundo referiu, para desenvolver esses sectores há que “criar instrumentos” que permitam as pessoas trabalharem, produzirem, transformar os produtos e certificar como marca da ilha do Fogo.

Destacou o projecto banco para fomento de agricultura e pecuária, que irá servir para financiar agricultores e criadores de gado, para poderem “modernizar os seus negócios”, sua prática, criando assim, um “ecossistema favorável” de oportunidades e riqueza.

“Queremos transformar o Fogo e São Filipe numa ilha produtora, abastecedora do mercado nacional e internacional”, ressaltou.

Para Nuías Silva, falar em boa governação é falar de um presidente que faz escolhas certas, que usa a potencialidade da ilha para desenvolver o município e fazer esse mesmo impulso chegar às pessoas.

“É por isso que estamos a socializar o nosso projecto para mostrar aos munícipes quais serão as prioridades na nossa governação, e a nossa prioridade é ver São Filipe ambicioso, desenvolvido e com oportunidades para todos”, atestou.

O candidato afirmou ainda que quer dar ao município quatro anos de boa governação, trazer jovens e resgatar “a boa esperança”, para poderem sonhar mais ainda, mas sobretudo realizar seus sonhos.

Nas eleições de 2016, concorreram três candidatos no concelho de São Filipe, tendo o MpD (Jorge Nogueira) conquistado a câmara com 4.381 votos (48,84%), o PAICV (Eugénio Veiga) 2.563 votos (28,57%) e o GPAIS (Luís Pires) 1.882 (20,98%).

Para as eleições autárquicas de 25 de Outubro, no município de São Filipe, está inscrito nos cadernos eleitorais um total de 15.531 eleitores distribuídos por 71 mesas de assembleia de votos (mais 1.224 eleitores que em 2016, distribuídos por 52 mesas de assembleias de voto), dos quais 8.970 votaram.

A nível nacional participa na corrida um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista), e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal de Santiago (2), Praia (4) e São Vicente (1).

HR/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos