Autárquicas 2020/Santa Catarina: Félix Cardoso promete pôr fim à perseguição das “rabidantes”

Assomada, 18 Out (Inforpress) – O candidato da lista independente “Santa Catarina Acima de Tudo-SAT” promete pôr fim à perseguição às “rabidantes” (vendedeiras ambulantes) e rever as taxas que estas têm pagado ao município, caso vença as eleições de 25 de Outubro.

Félix Cardoso fez esta afirmação este sábado, em declarações à Inforpress durante a sua visita aos mercados de Achada Riba e Pelourinho, onde esteve em acções de campanha, tendo lamentado o facto de o primeiro estar transformado “em lixeira” e o último em “estado de degradação total”.

“Quando falamos de perseguição referimo-nos à má preparação e as más orientações aos fiscais que acabam por trazer muita carga de pressão quando deveria ser mais pedagógicos e estar melhor preparados”, criticou, indicando que caso vença as eleições vai apostar na formação dos fiscais e vai criá-los mais condições para que possam desempenhar da melhor forma as suas funções”.

Sobre o mercado, lamentou o facto de o novo de Achada Riba estar, de momento, com todas as câmaras frigoríficas na secção de venda de carnes avariadas, que na peixaria não há água e que não há condições higiénico-sanitários.

Nesse sentido, prometeu que caso vença as eleições vai separar o mercado de peixe, carne, roupas e outros produtos.

“Vamos apostar na reorganização e um novo modelo de gestão do mercado novo e do antigo sucupira (actual terminal rodoviário)”, comprometeu-se o candidato à presidência da Câmara Municipal de Santa Catarina.

Relativamente às taxas de cobradas às “rabidantes” e comerciantes, prometeu fazer uma revisão visando criar o “equilíbrio”, e as taxas cobradas aos condutores assegurou que vai eliminá-las por entender que elas “não se justificam”, porque o imposto que estes pagam ser suficiente.

Na ocasião, Félix Cardoso criticou também a organização da paragem no terminal rodoviário de Assomada, que segundo ele, assim como está vai “trazer graves prejuízos para as pessoas”.

“Vamos ser uma câmara de equilíbrio para não criarmos desequilíbrios na vida das pessoas”, comprometeu-se o candidato independente.

Hoje a candidatura independente, que tem Alcides da Moura como cabeça de lista para a assembleia municipal, vai estar em contactos com o eleitorado da localidade de Ribeirão Manuel.

Nas autárquicas de 2016, as sétimas realizadas em Cabo Verde para escolha dos titulares dos órgãos municipais, no concelho de Santa Catarina concorreram dois candidatos, tendo o MpD (José Alves) conquistado a câmara com 7.705 votos (49,86%), e o PAICV (Alcídio Tavares) obtido 7.289 votos (47,17%).

Para as eleições autárquicas de 25 de Outubro, estavam inscritos nos cadernos eleitorais, provisoriamente, um total de 26.574 eleitores (em 2016 o número de inscritos era de 24.398, dos quais 15.452 votaram).

A nível nacional, participa na corrida um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista) e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal de Santiago (2), Praia (4) e São Vicente (1).

FM/FP/DR
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos