Autárquicas 2020/Santa Catarina do Fogo: MpD pede mais uma oportunidade para “continuar a desenvolver o concelho”

Santa Catarina do Fogo, 23 Out (Inforpress) – A candidatura do Movimento para a Democracia (MpD) às autárquicas de 25 de Outubro em Santa Catarina do Fogo esteve a revisitar quinta-feira algumas localidades, pedindo mais uma oportunidade para “continuar a desenvolver o concelho”.

Alberto Nunes e a sua directora de campanha estiveram em Tinteira, enquanto os outros candidatos estiveram distribuídos pelas outras localidades do município.

O objectivo era comum, pedir mais um voto de confiança e convencer os que não sabem em quem votar (Partido Africano da Independência de Cabo Verde, de Eugénio Veiga ou Movimento para a Democracia, de Alberto Nunes).

Em Tinteira, o proponente do MpD para a câmara quer apostar no turismo, na agricultura e pesca, como também pretende criar um miradouro que vai albergar um centro comercial e multimédia que deverá empregar pelo menos seis pessoas.

Algumas casas foram reabilitadas, mas, Alberto Nunes afiança que caso vença as eleições, há mais intervenções a serem feitas a nível da habitação social.

Para a juventude, pretende criar um centro da cultura com equipamentos informáticos e construir de raiz uma placa, apesar de existir uma neste momento, mas “é pequena e está degradada”.

Quanto à queixa-crime que a candidatura do PAICV disse, apresentar esta sexta-feira contra a câmara e também à candidatura do MpD (Alberto Nunes), por supostamente ter distribuído 30 mil escudos por pessoa e loiças sanitárias quinta-feira, em Monte Grande, na zona de Txanzinha, Alberto Nunes disse que vai responder depois.

Entretanto, adiantou que “a candidatura não manda na câmara, por isso suspendeu o mandato e, desde que apresentou a candidatura, não assinou nada e não autorizou nada”. “A câmara funciona normalmente”, atestou.

O candidato do MpD disse também que tem uma substituta “que tem dado continuidade aos projetos iniciados antes da campanha eleitoral”.

O encerramento da campanha da lista “Juntos, para fazer ainda mais por Santa Catarina” será em frente à esquadra da polícia na cidade de Cova Figueira.

“Nas eleições de 2016, as sétimas realizadas em Cabo Verde para escolha dos titulares dos órgãos municipais, concorreram dois candidatos em Santa Catarina do Fogo, tendo o MpD (Alberto Nunes) conquistado a câmara com 1.356 votos (53,05%), e o PAICV (Waldemar Pires) 1.167 votos (45,66%).

Para as eleições autárquicas de 25 de Outubro estão inscritos 3.981 eleitores (em 2016 o número de inscritos era de 3.435, dos quais 2.556 votaram).

A nível nacional, participa na corrida um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista) e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal (2), Praia (4) e São Vicente (1).

CGP/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos