Autárquicas 2020/Sal: “O povo já reconheceu o nosso trabalho vamos ter uma vitória esmagadora”

Espargos, 22 Out. (Inforpress) – Júlio Lopes, candidato à sua própria sucessão, já canta vitória, nas eleições de 25 de Outubro, vaticinando que o povo já reconheceu o trabalho da equipa cessante, o que para ele é sinal de uma vitória esmagadora.

Na contagem decrescente para o dia das eleições autárquicas, a candidatura do Movimento para a Democracia (MpD), liderada por Júlio Lopes, viu-se reforçada com a presença do membro da direcção nacional do partido, Carlos Santos, ele que é também ministro do Turismo.

Num minicomício, em ambiente de muita festa na localidade da Palmeira, os simpatizantes, amigos e militantes, foram chegando ao recinto, tendo-se observado os procedimentos e orientações sanitárias, já que em contexto de pandemia da covid-19.

Chegado o momento dos discursos Carlos Santos, que também fez parte da equipa camarária cessante, como presidente da assembleia municipal, antes de ir para o Governo, apelou aos munícipes a votar de forma consciente, instigando, entretanto, as pessoas a votarem na equipa de Júlio Lopes (câmara municipal) e Nuno Lopes (assembleia municipal).

“Vamos votar novamente na equipa de Júlio e na equipa de Nuno. Nesses últimos quatro anos fiz também parte desta equipa com muito orgulho. E é também com orgulho que vejo que temos resultados para apresentar. Júlio tem resultados para apresentar, vistos em toda a ilha do Sal”, enfatizou.

Carlos Santos, reforçou dizendo que Sal “já não é” o que era antes e que se encontra na “primeira divisão” dos municípios, cujo “treinador” é Júlio Lopes.

“E quando temos uma equipa que ganha o campeonato temos que renovar o voto de confiança no treinador”, induziu.

Por sua vez, Júlio que entra no palco com dois dedos para cima indicando vitória, depois de enunciar as várias realizações, nestes quatro anos de mandato, conseguidas de Espargos a Santa Maria, Pedra de Lume e Palmeira, disse simplesmente: “perante factos não há argumentos”.

“Somos uma câmara de obras. Temos obra feita. E obra com impacto na vida das pessoas. Trabalhamos com amor e amizade. O povo já reconheceu o nosso trabalho. Vamos ter uma vitória esmagadora na ilha do Sal. Vai ser a maior vitória de todos os tempos”, pressagiou.

Na ilha do Sal, concorrem para estas eleições autárquicas, Albertino Mosso, apoiado pelo PAICV, o grupo Independente – Sociedade em Acção para a Liberdade -, encabeçado por Aldirley Gomes, e o Movimento para a Democracia (MpD), liderado por Júlio Lopes.

Nas autárquicas de 2016, na ilha do Sal concorreram quatro candidatos, sendo Júlio Lopes (MpD), que ganhou a câmara com 50,88% dos votos, Démis Lobo (PAICV) que obteve 43,58% dos votos, Jorge Rocha (UCID) 2,82%, e Paulo Jorge Lopes (PSD) 0,34%.

Para as eleições do dia 25 de Outubro, na ilha do Sal, estão inscritos nos cadernos eleitorais 18.710 eleitores (em 2016 o número de inscritos era de 16.744, dos quais 9.633 votaram) distribuídos por 67 mesas de voto.

A nível nacional, participa na corrida um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista), e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal de Santiago (2), Praia (4), São Vicente (1).

SC/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos