Autárquicas 2020/Sal: CNE aumenta número de mesas de votos e um staff de 460 efectivos no terreno

Espargos, 24 Out (Inforpress) – A ilha do Sal conta com um total de 18.701 eleitores inscritos para as eleições autárquicas deste domingo, 25, distribuídos por um total de 67 mesas de votos, mais seis do que nas eleições de 2016.

De acordo com o delegado da Comissão Nacional das Eleições (CNE), em declarações à Inforpress, Sidney Spínola, todo os equipamentos para montar a logística chegaram a ilha em tempo útil, e são distribuídos hoje, às oito zonas de votos, (Zona A – Preguiça, Zona B – Ribeira Funda, Zona C – Bairro Novo, Zona D – Santa Maria, Zona E – Palmeira, Zona F – Pedra de Lume, Zona G – Chá de Matias, Zona H – Hortelã).

Por conta da pandemia, de acordo com Spínola, houve algumas exigências a ter em consideração e o desafio maior, segundo avançou, foi encontrar mais locais para se instalar mais mesas de votos, já que o número de zonas se mantiveram, e o das mesas aumentou de 41 para 67.

Na sequência, diminui o número de eleitores por mesas que era de 450 para 300, segundo deliberação lançado pela CNE para evitar aglomerações de pessoas.

“Isto quer dizer que praticamente em todas as zonas houve aumento de mesas com excepção de Pedra de Lume, por ficar dentro do parâmetro limítrofe de número de eleitores que é 300. Palmeira tinha três, agora são cinco, Santa Maria de sete passou para 12, Preguiça de sete, agora são 11. Encontrar lugar público para montar as mesas tornou-se um desafio. Tivemos que recorrer a espaços privados, no rés-do-chão para que pessoas com deficiência física possam ter acessibilidade”, reforçou Sidney Spínola.

O aumento também se fez sentir com o “staff,” no qual no terreno estarão 204 pessoas, sendo quatro efectivos por mesas, dois suplentes e fiscais, para evitar a boca de urna e, agora, garantir a segurança sanitária dos locais de votos, acrescentou.

“Passaram por um processo de formação durante quatro dias, com oito sessões de formação para 60 pessoas cada no Polidesportivo dos Espargos, por questões de segurança sanitária.

Temos que referir que a figura do fiscal se torna de extrema valência nesta jornada, pois terá que garantir o distanciamento social, comprovar o uso de máscaras, e garantir a higienização de todos os eleitores antes e depois do voto”, esclareceu.

Acrescentou ainda o responsável, que para complementar o processo de formação, os presidentes de mesa, receberam esta sexta-feira, uma formação da entidade prestadora de apoio técnico, pela equipa do NOSI, sobre a introdução de apuramento parcial dos votos e disponibilizá-las em tempo real às plataformas digitais.

Vai estar ainda no terreno e a auxiliar, a Polícia Nacional e militares, desde o momento da entrega dos equipamentos aos presidentes das mesas, até o fecho das urnas.
Este ano, o início da votação será às 07:00 e termina às 18:00, sendo que cada membro da assembleia de

voto deverá estar uma hora antes no local.

AR/DR
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos