Autárquicas 2020/Ribeira Grande: Odailson Bandeira defende investimentos para criação de frota pesqueira semi-industrial

Ribeira Grande, 22 Out (Inforpress) – O candidato do PAICV à presidência da Câmara Municipal da Ribeira Grande, Odailson Bandeira, defendeu hoje, na cidade da Ribeira Grande, a realização de investimentos para a criação de uma frota pesqueira semi-industrial.

“Temos de trabalhar com o IEFP e com o Ministério da Economia Marítima no sentido de apetrecharmos os pescadores com embarcações de pesca semi-industrial”, disse Odailson Bandeira explicando que essa seria uma forma de poderem pescar mais longe, o que as embarcações de pesca artesanal não permitem.

O candidato disse ter constatado que o sector das pescas tem sido o “parente pobre” dos sucessivos Governos e da Câmara Municipal da Ribeira Grande, pelo que, em seu entender, a situação actual exige investimentos em todas as infra-estruturas de acesso ao mar, desde Figueiras a Sinagoga.

Em Figueiras, o porto de João Redondo precisa de uma intervenção profunda, que ultrapassa as competências da câmara municipal, mas Odailson Bandeira prometeu fazer tudo o que estiver ao seu alcance para que a intervenção se faça, tendo em conta que a valia daquela infra-estrutura ultrapassa o mero sector das pescas e poderá potenciar o desencravamento dessa localidade, melhorando a ligação com outras localidades do concelho.

Odailson Bandeira exemplifica dizendo que o percurso Figueiras/Chã de Igreja que, a pé, é feito em cerca de três horas, leva apenas 35 minutos de bote e isso constitui um grande passo para o desencravamento dessa localidade, mas será necessário fazer obras que garantam maior segurança no processo de embarque e desembarque no “porto” de João Redondo.

Essa exigência aplica-se, igualmente, ao desembarcadouro de “Lajedo Largo”, em Ribeira Alta, e ao de Cruzinha, no vale da Garça, porque tanto Figueiras como Ribeira Alta terão acesso mais facilitado por via marítima desde que se façam os necessários investimentos nas infra-estruturas locais de acesso ao mar.

Odailson Bandeira promete trabalhar para a resolução do problema do arrastadouro de Sinagoga e, embora se congratule com as obras em curso na Ponta do Sol, entende que “esta primeira fase dos trabalhos não irá resolver o problema” há muito identificado e exigido na Ponta do Sol, mas promete empenhar-se para que a segunda fase não tarde a ser implementado.

A implementação de unidades de produção de gelo será outra aposta de Odailson Bandeira, caso vença as eleições do próximo domingo, 25.

Dados fornecidos pela Comissão de Recenseamento da Ribeira Grande indicam que para as eleições do dia 25 de Outubro, neste concelho, estão inscritos 13.338 eleitores dos quais 10 são cidadãos estrangeiros.

Nas autárquicas de 2016 concorreram Orlando Rocha Delgado, pelo MpD, que alcançou a maioria absoluta na câmara com 61,77 por cento (%) dos votos, Leonesa Fortes (PAICV) que conseguiu 24,77%, e António Rodrigues (UCID) que alcançou 8,51% dos votos.

Na corrida para as autárquicas de 25 de Outubro participa um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para a Assembleia Municipal da Boa Vista) e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), de São Domingos (1), do Tarrafal de São Nicolau (1), do Sal (1) do Tarrafal de Santiago (2), da Praia (4) e de São Vicente (1).

HF/FP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos