Autárquicas 2020/Ribeira Grande de Santiago: MpD quer transformar município num pólo urbano alternativo à Cidade da Praia

Cidade Velha, 18 Out (Inforpress) – A candidatura do MpD propõe transformar Ribeira Grande de Santiago num município moderno, agradável e sustentável, e que seja um pólo urbano alternativo à Cidade da Praia, onde a juventude é o motor dinamizador da economia local.

O cabeça de lista do Movimento para a Democracia (MpD) nas eleições de 25 de Outubro, Domingos Mendes, explica que a estratégia da sua plataforma é que em 2024 Ribeira Grande de Santiago seja um município com qualidade urbana, saudável, acessível, inclusiva e com uma economia pujante.

Para tal, defendeu que a prioridade será apostar fortemente na criação de emprego e empregabilidade, formação profissional e superior para os jovens, acessibilidade e requalificação urbana, habitação social, promover o turismo e a cultura e implementar o programa de novas centralidades.

“Apostar na formação profissional e superior para criação de empregos, para os jovens darem respostas a necessidade do município, o que contribuirá também para a diminuição da pobreza, dos problemas sociais e estaremos a promover o desenvolvimento”, apontou.

A nível da habitação social, o candidato à presidência da Câmara Municipal de Ribeira Grande de Santiago, prometeu promover a reabilitação das habitações, com cobertura, reboco e acabamentos e criar condições de acesso ao fundo de habitação.

O programa de novas centralidades, segundo o candidato, vai ser projectado na localidade de Achada Forte, Calabaceira, Bota Rama e João Varela e irá dar respostas a pressão de habitação na Cidade Velha por parte dos jovens como das famílias mais carenciadas.

Por outro lado, assegurou que vão dar uma especial atenção a acessibilidade e requalificação urbana sendo que existem ainda muitas localidades encravadas com muitas limitações nas estradas, intervenções essas que, no seu entender, irá aumentar a autoestima das zonas, o emprego e melhorar o nível de vida das populações.

“Em parceria com o Governo queremos criar também a zona económica cultural de Cidade Velha para atrair empresas com benefícios fiscais e um gabinete de desenvolvimento turístico global que engloba vários parceiros”, afirmou Domingos Mendes.

Neste domingo, a candidatura do MpD promove acções de campanha um pouco por todas as localidades do município.

Para além do MpD, liderado por Domingos Mendes, concorre para a eleição dos órgãos autárquicos na Ribeira Grande de Santiago a lista do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV), encabeçada por Nelson Moreira.

Nas eleições de 2016 neste município concorreram duas listas, tendo o MpD (Manuel de Pina) alcançado 2.044 dos votos (49,78%), e o PAICV (Bertalino Moreira) alcançado 1.963 dos votos (47,81%).

Para as eleições autárquicas de 25 de Outubro, estão inscritos nos cadernos eleitorais um total de 6.487 eleitores (em 2016 o número de inscritos era de 5.791, dos quais 4.106 votaram).

A nível nacional, participa na corrida um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista) e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal de Santiago (2), Praia (4) e São Vicente (1).

AV/FP/DR
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos