Autárquicas 2020/Ribeira Grande: Candidata do MpD defende uma assembleia mais próxima dos munícipes

Ribeira Grande, 22 Outubro (Inforpress) – A candidata do Movimento para a Democracia (MpD), à presidência da Assembleia Municipal de Ribeira Grande, Leida Santos, aposta na equipa do MpD, para dar o seu contributo e melhorar ainda mais o desenvolvimento do concelho.

Leida Santos acredita que Ribeira Grande é um município modelo e que, apesar de todo o contributo que o Engenheiro Orlando Delgado tem dado ao concelho, defende que é necessário dar continuidade ao desenvolvimento da Ribeira Grande.

“Enquanto candidata a presidente da assembleia municipal, irei promover maior autonomia para o poder local, uma governação mais próxima das pessoas e também pugnarei para a reforma do estatuto dos municípios, designadamente para o reforço de fiscalização da assembleia municipal e estaremos atentos para as questões de cidadania de modo a transformar o município num verdadeiro espaço de participação”, disse Leida Santos.

Sobre a participação das mulheres na política, a cabeça-de-lista à assembleia municipal, defende que ainda é preciso conjugar essa duas realidades, o papel da mulher na família e na política.

Outra questão que a candidata pretende dar uma atenção especial diz respeito à igualdade de género, direitos e protecção das crianças e dos adolescentes, e garante que como órgão fiscalizador e para uma melhor actuação da câmara, vão dar atenção às questões relacionadas com a sustentabilidade ambiental, ocupação de espaços e cumprimento das regras urbanísticas.

Natural de Coculi, Leida Santos quer contribuir para a continuação do desenvolvimento e crescimento do município, mas assegura que “agora é a hora de atrair mais investimentos para o concelho e promover o turismo rural para colocar Ribeira Grande e Santo Antão na rota do turismo mundial, para impulsionar maior emprego para os jovens, maior rendimento e para isso é fundamental promover o ensino superior na ilha para evitar saída dos jovens”.

A candidata garante que a candidatura do MpD está a ser bem aceite e segundo constatou “as pessoas reconhecem tudo o que foi feito em prol do desenvolvimento da Ribeira Grande, mas também reconhecem que há muita coisa por fazer”.

Para o dia 25 de Outubro, a candidata espera merecer a confiança dos eleitores para decidir o futuro do concelho e perante a vitória “iremos honrar firmemente este compromisso”, sublinhou Leida Santos.

Dados fornecidos pela Comissão de Recenseamento Eleitoral da Ribeira Grande indicam que para as eleições do dia 25 de Outubro, na Ribeira Grande, estão inscritos nos cadernos de recenseamento 13.338 eleitores dos quais 10 são cidadãos estrangeiros.

Nas autárquicas de 2016 concorreram Orlando Rocha Delgado, pelo MpD, que alcançou a maioria absoluta na câmara com 61,77 por cento (%) dos votos, Leonesa Fortes (PAICV) que consegui 24,77%, e António Rodrigues (UCID) que alcançou 8,51% dos votos.

Na corrida para as autárquicas de 25 de Outubro participam um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP, sendo um no município da Praia e um para a Assembleia Municipal da Boa Vista, e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (um), de Santa Catarina (um), de São Domingos (um), do Tarrafal de São Nicolau (um), do Sal (um) do Tarrafal de Santiago (dois), da Praia (quatro) e de São Vicente (um).

RS/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos