Autárquicas 2020/ Ribeira Grande: Candidata à Assembleia aposta na mudança para transformar Ribeira Grande numa referência nacional

Ribeira Grande, 22 Outubro (Inforpress) – A candidata do Grupo Independente Alternativa Ribeira Grande à presidência da Assembleia Municipal, Licínia Leite, disse à Inforpress que a sua candidatura deve-se essencialmente aos ribeira-grandenses.

Licínia Leite, que já esteve integrada na política como vereadora do MpD, disse que despiu a camisola e vestiu à do grupo independente, porque aposta na mudança e acredita que com o grupo independente, é possível elevar Ribeira Grande a um patamar diferente nos diversos sectores e entende que o município deve estar em primeiro lugar.

A candidata defende que as propostas apresentadas pelo grupo ARG vão ao encontro das suas ideias e abraçou essa missão com o propósito de elevar Ribeira Grande a outro nível de desenvolvimento e fazer deste município uma referência a nível nacional.

Natural da Ponta do Sol e professora do ensino secundário, Licínia Leite defende que, como docente, já contribui para o desenvolvimento do município dando a sua colaboração na transmissão de conhecimentos e considera que estando na assembleia municipal, o seu papel será uma mais-valia.

“Fiscalizando de forma efectiva, já estou a dar o meu contributo para o desenvolvimento de Ribeira Grande”, disse a candidata, acrescentando que “Ribeira Grande é um concelho muito grande, muito vasto e que também quer estar mais próxima da comunidade, ouvindo as suas preocupações”.

Sobre a participação das mulheres na política, a cabeça-de-lista à presidência da assembleia municipal garantiu que apesar da pouca participação, a Lei da Paridade veio reforçar e dar voz à mulher na política e, como disse, “é importante que a mulher deixe a sua voz sair para a comunidade mas também para dar o seu contributo na política porque somos capazes”, disse a candidata.

Segundo Licínia Leite, é importante estancar a saída de jovens do concelho e investir na promoção de investimentos, criação de emprego, crescimento económico e recuperação de infra-estruturas antigas, o que pode ser a solução para diminuir a saída de jovens do município para as outras ilhas.

A candidata garante que a candidatura do grupo independente tem sido bem aceite pela população, e acredita que o grupo está preparado para a vitória e principalmente para a mudança.

Dados fornecidos pela Comissão de Recenseamento Eleitoral da Ribeira Grande indicam que para as eleições do dia 25 de Outubro, na Ribeira Grande, estão inscritos nos cadernos de recenseamento 13.338 eleitores dos quais 10 são cidadãos estrangeiros.

Nas autárquicas de 2016 concorreram Orlando Rocha Delgado, pelo MpD, que alcançou a maioria absoluta na câmara com 61,77 por cento (%) dos votos, Leonesa Fortes (PAICV) que consegui 24,77%, e António Rodrigues (UCID) que alcançou 8,51% dos votos.

Na corrida para as autárquicas de 25 de Outubro participam um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP, sendo um no município da Praia e um para a Assembleia Municipal da Boa Vista, e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (um), de Santa Catarina (um), de São Domingos (um), do Tarrafal de São Nicolau (um), do Sal (um) do Tarrafal de Santiago (dois), da Praia (quatro) e de São Vicente (um).

RS/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos