Autárquicas 2020/Praia: PP promete criar mais lares de idosos e uma casa de acolhimento de pessoas com deficiência mental

Cidade da Praia, 20 Out (Inforpress) – O Partido Popular prometeu, a partir de 25 de Outubro,  criar mais lares de idosos e uma casa de acolhimento de pessoas com deficiência mental e denuncia a actual equipa camarária de ter dado pouca atenção a estes munícipes.

Segundo Amândio Vicente, o candidato do Partido Popular (PP) à presidência da câmara da Praia, no âmbito da acção social, o seu partido na liderança da autarquia praiense, prevê criar mais dois lares de idosos, um no Fundo Cobom e um outro, em Achada de Santo António, para inverter a situação existente na actual câmara.

“Encontramos na câmara da Praia um conjunto de gastos exagerados destinados a festas, festivais, outras actividades lúdicas, e muitos outros esbanjamentos dos recursos do Estado, quando, na verdade, a nossa cidade que tem cerca de 150 mil habitantes, prevê-se no orçamento apenas seis mil contos nos gastos com os idosos e para a juventude”, denunciou.

Neste sentido, a proposta do PP “é criar mais lares de idosos na Praia, e uma casa de acolhimento e de tratamento das pessoas com deficiência mental, em parceria com o Governo central, igrejas e ONG.

“Nós vamos impor rigor e transparência na coisa pública, principalmente neste tempo de crise sanitária. A Câmara Municipal da Praia na gestão do senhor Óscar gasta cerca de 100 mil contos, nos festivais. Nós pensamos de forma diferente, podemos gastar 100 mil contos com os jovens e idosos, atendendo à necessidade dos munícipes, contra seis mil contos para festas e outras actividades”, asseverou.

O Partido Popular alerta a população que os outros candidatos são “todos iguais”, pelo facto de só se aproximarem dos munícipes, de quatro em quatro anos, à conquista dos seus votos para depois de ganharem as eleições desaparecerem, garantindo que o PP, na sua liderança na câmara da Praia, vai estar sempre presente na vida do seu povo.

Pois, segundo Amândio Vicente, a visão do PP é ser uma opção governativa credível tendo como missão servir todos os cabo-verdianos sem excepção.

Além de Amândio Barbosa Vicente (PP), concorrem às eleições de 25 de Outubro, na Praia, Any Reis (Sociedade Civil), Carlos Lopes (L.U.T.A), Denise Tavares (DSB), Francisco Carvalho (PAICV), Francisco Silva (UCID), Jeremias Garcia (MPJT) e Óscar Santos (MpD).

Nas eleições de 2016 neste município concorreram cinco listas, tendo o MpD (Óscar Santos) conquistado a câmara com 62,74% dos votos, PAICV (Cristina Fontes) 32,43%, UCID (Francisco Silva) 1,77%, PP (Amândio Vicente) 0,61%, e PTS (José Augusto Fernandes) 0,26%.

A nível nacional, participam na corrida a estas eleições um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 candidatos do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista) e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal (2), Praia (4), São Vicente (1).

ET/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos