Autárquicas 2020/Praia: L.U.T.A. promete um compromisso sério na esfera cultural

Cidade da Praia, 19 Out (Inforpress) – A Liderança, União, Trabalho e Amor (L.U.T.A.) representada por Carlos Lopes, prometeu, caso seja eleita a 25 de Outubro, um compromisso sério na esfera cultural, sobretudo com a criação de uma linha de financiamento de artistas.

Este candidato que é também artista, conhecido no mundo da música cabo-verdiana como Romeu di Lurdes, afirmou que como promotor já organizou eventos em que no final se consegue apenas pagar as despesas, sem ao menos recompensar o cansaço.

Daí que, a L.U.T.A., na voz de Carlos Lopes, anuncia que na sua presidência na câmara da Praia vai priorizar primeiramente a criação de um sistema de sustentabilidade para os artistas de modo a não dependerem somente dos palcos dos festivais.

“Vamos trazer um compromisso sério na esfera cultural, ou seja, criar uma linha de financiamento de artistas de modo a terem total condições de realizarem os seus trabalhos. Gostaria de ver uma câmara que busca parcerias, porque se reparamos bem, os artistas estão sempre ao lado da câmara, portanto, no momento difícil devem apoiá-los”, sugeriu.

Como presidente de câmara, caso for eleito, o candidato propõe também criar todas as condições para os artesãos, montando um espaço devidamente equipado, para que exerçam as suas funções da melhor forma, contribuindo assim para alimentarem tanto as suas famílias, como também, o turismo.

O líder da L.U.T.A. defende ainda a necessidade da criação de um fundo para os artistas, pelo contributo e esforço que têm dado à cultura cabo-verdiana.

Este fundo, conforme explica, deveria por exemplo apoiar os artistas, neste momento difícil por que atravessam devido à pandemia, realçando que, com este fundo, jamais o sistema de pagamento seguia os trâmites das Finanças, como tem acontecido actualmente.

Reiterou, ainda, a intenção da L.U.T.A. em materializar a Casa Codé di Dona, em homenagem a este falecido artista, na localidade de São Francisco, tendo adiantado o seu desejo enquanto autarca, de trazer para a Praia uma fábrica de instrumentos musicais, assim como atenção especial em toda a esfera artística, desde a literatura às artes plásticas.

Para as eleições de 25 de Outubro, na Praia, estão inscritos nos cadernos de recenseamento 86.180 eleitores.

Além de Carlos Lopes (L.U.T.A), concorrem às eleições de 25 de Outubro, na Praia, Amândio Barbosa Vicente (PP), Any Reis (Sociedade Civil), Denise Tavares (DSB), Francisco Carvalho (PAICV), Francisco Silva (UCID), Jeremias Garcia (MPJT) e Óscar Santos (MpD).

Nas eleições de 2016 neste município concorreram cinco listas, tendo o MpD (Óscar Santos) conquistado a câmara com 62,74% dos votos, PAICV (Cristina Fontes) 32,43%, UCID (Francisco Silva) 1,77%, PP (Amândio Vicente) 0,61%, e PTS (José Augusto Fernandes) 0,26%.

Participa na corrida um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista) e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal de Santiago (2), Praia (4) e São Vicente (1).

ET/FP/DR

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos