Autárquicas 2020/Praia: Carlos Lopes afiança que o trabalho da L.U.T.A. está a ser “muito positivo”

Cidade da Praia, 15 Out (Inforpress) – O candidato da Liderança, União, Trabalho e Amor garantiu hoje que o trabalho feito por esta candidatura está a ser muito positivo, reforçando que a L.U.T.A. é uma missão que pretende resgatar a personalidade cidadã.

Segundo Carlos Lopes, a cada dia que entram em contacto com as pessoas sentem a razão da sua luta, uma vez que afirma, estar a enxergar “claramente o esgotamento político na cara das pessoas, o cansaço, e uma desistência total, porque as pessoas estão desacreditadas na política”.

Conforme realçou, “as políticas precárias” reinantes têm mostrado que a “luta” tem de ser verdadeira, forte e persistente, justificando que há todo o trabalho a ser feito e, por isso, a sua vitória vai ser a consciencialização do eleitorado.

“O nosso trabalho está a ser muito positivo, portanto esse trabalho não acaba no dia 25 de Outubro, vamos dar seguimento, porque esses 15 dias não chegam para fazer este trabalho de consciencialização”, explicou.

Porque a L.U.T.A., ajuntou, quer contar com um eleitorado que questione, que mostre os pontos de impossibilidade de realização, que mostre que qualquer promessa não lhe engana, Carlos Lopes diz acreditar que é este eleitorado quem vai contribuir para a mudança do sistema político.

“Esta é mais de que uma candidatura, é uma missão para recuperarmos personalidade cidadã, não é um trabalho fácil porque as pessoas já chegaram a um nível de vender os seus votos, os eleitores já chegaram a um nível de achar que estão a vingar não indo às urnas, já chegaram a um ponto de pensar o voto como um acto de agradecimento por um pequeno gesto básico e normal”, justificou.

Neste sentido, afirma ser preciso trabalhar a consciência das pessoas, uma estratégia desta candidatura, que neste segundo momento de campanha prevê intensificar os contactos, com o propósito de mostrar às pessoas que afinal quem governa o município são elas próprias.

Para as eleições de 25 de Outubro, na Praia, estão inscritos nos cadernos de recenseamento 86.180 eleitores.

Além de Carlos Lopes (L.U.T.A.), concorrem às eleições de 25 de Outubro, na Praia, Amândio Barbosa Vicente (PP), Any Reis (Sociedade Civil), Denise Tavares (DSB), Francisco Carvalho (PAICV), Francisco Silva (UCID), Jeremias Garcia (MPJT) e Óscar Santos (MpD).

Nas eleições de 2016 neste município concorreram cinco listas, tendo o MpD (Óscar Santos) conquistado a câmara com 62,74% dos votos, PAICV (Cristina Fontes) 32,43%, UCID (Francisco Silva) 1,77%, PP (Amândio Vicente) 0,61%, e PTS (José Augusto Fernandes) 0,26%.

A nível nacional, participa na corrida um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista) e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal de Santiago (2), Praia (4) e São Vicente (1).

ET/FP/DR

Inforpress/Fim

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos