Autárquicas 2020/Praia: Biografia de Óscar Santos cabeça de lista do MpD

Cidade da Praia, 15 Set (Inforpress) – O actual presidente da Câmara Municipal da Praia, Óscar Santos, que em 2016 se assumiu como “pessoa certa” para substituir Ulisses Correia, volta a ser aposta do Movimento para a Democracia (MpD) para repetir a façanha de 2016.

Natural do bairro de Lém-Ferreira, subúrbio da capital cabo-verdiana, Óscar Santos nasceu a 08 de Setembro de 1960. É licenciado em Teoria Económica e Métodos Quantitativos pela American University Washington DC, onde também cursou um mestrado em Economia, com especialização em Comércio e Finanças Internacional.

Casado e pai de três filhos, exerceu a função de vereador das Finanças e Comércio na autarquia da capital, entre 2008 e 2016 e, nos últimos quatros anos, liderou a equipa camarária do concelho da Praia, substituindo o agora primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, no cargo, de quem era o número 2.

Desempenhou também as funções de coordenador da área de estudos económicos no Banco de Cabo Verde, do Programa Regional de Promoção do Emprego OIT/Portugal/Cabo Verde e do Projeto “Sistema de Informação do Mercado do Emprego”, SIME Portugal/ BIT.

Quadro do Banco de Cabo Verde (BCV), autor de diversos estudos sobre economia e gestão, amante da leitura e incentivador do desporto, Óscar Santos entra nesta corrida eleitoral sob o lema “Praia cidadi di nos tudo ca podi para – Praia cidade de todos nós não pode parar”.

Óscar Santos, que já exerceu funções de docente na Universidade Jean Piaget de Cabo Verde, foi ainda presidente da Associação dos Economistas de Cabo Verde e é o actual presidente da Federação Cabo-verdiana de Tae Kwon Do.

Nas eleições de 2016, as sétimas realizadas em Cabo Verde para escolha dos titulares dos órgãos municipais do concelho da Praia, concorreram um total de cinco candidatos, tendo o MpD (Óscar Santos) alcançado 2.2417 dos votos (62,74%), o PAICV (Cristina Fontes) 1.1587 de votos (32,43%), a UCID (Francisco Silva) 634 votos (1,77%), o PP (Amândio Vicente) 217 votos (0,61%), e o PTS (José Augusto Fernandes) 94 votos (0,26%).

Para as eleições autárquicas de 25 de Outubro, estão inscritos nos cadernos eleitorais, provisoriamente, um total de 81.458 eleitores, (em 2016 o número de inscritos era de 82.198, dos quais 35.722 votaram.

GSF/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos